Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

É publicada FOTO da 'morte' de porta-aviões norte-americano

Na Internet apareceu uma foto tirada no momento do afundamento do porta-aviões USS America. No dia 14 de maio de 2005, durante testes militares, o navio retirado de serviço foi afundado de forma controlada.


Sputnik

O porta-aviões USS America (CV-66) foi construído e entrou em serviço nos anos 1960. Em 1996, seu uso foi cancelado, e em 2010, o avião foi afastado do serviço definitivamente.

Reprodução Twitter

Em 2005, as autoridades navais dos EUA decidiram converter o navio em um alvo de exercícios de fogo real para aperfeiçoar a blindagem de futuros porta-aviões, indicou a edição The Drive.

A intenção de "atacar" o navio causou certos protestos, já que alguns qualificaram a ideia de bombardear um navio chamado América como pouca ética. Contudo, as autoridades militares resolveram que o porta-aviões devia dar sua última contribuição para a defesa do país.

Os exercícios demoraram cerca de um mês. Os militares levaram a cabo dezenas de explosões que simularam ataques com mísseis e torpedos até que o navio se afundou nas águas do oceano Atlântico.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas