Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Enviado da ONU chega ao Iémen para negociações de urgência sobre Hodeida

O enviado especial da ONU ao Iémen, Martin Griffiths, chegou hoje a Sanaa para negociações de emergência sobre a cidade de Hodeida.


Pars Today

De acordo com jornalistas de agências internacionais, Griffiths não prestou declarações à chegada ao aeroporto da capital iemenita.

Enviado da ONU chega ao Iémen para negociações de urgência sobre Hodeida

O diretor geral do Parlamento iraniano para Assuntos Internacionais, Hossein Amir-Abdollahian, disse sábado que o bloqueio liderado pelos sauditas no Iêmen tem como objetivo forçar o povo iemenita a desistir.

Amir-Abdollahian fez as declarações em sua conta no Twitter, dizendo que "sob KSA-UAE-US-sionistas", que ocupa a guerra contra os iemenitas, o desastre humanitário é abundante.

A autoridade iraniana acrescentou que "os invasores perderam o campo de batalha do Iêmen, mas querem obrigar os iemenitas a desistirem ocupando Hodeidah e cortando seu pão e água".

No final de seu post, ele destacou que “o futuro pertenceria aos iemenitas e o Iêmen seria um atoleiro para os invasores”.

A mensagem de Amir-Abdollahian surge em um momento em que os relatórios do Iêmen dizem que a coalizão saudita e liderada pelos EAU sitiou a cidade portuária de Hodeida, matando e ferindo centenas de pessoas inocentes.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas