Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Embraer e Boeing acertam termos de parceria

Acordo prevê criação de uma nova empresa de aviação comercial, com 80% de participação da gigante americana. Boeing vai pagar 4,2 bilhões de dólares aos brasileiros. Transação precisa ser aprovada pelo governo federal.
Deutsch Welle

A Embraer e a gigante americana Boeing anunciaram nesta segunda-feira (17/12) a aprovação dos termos de uma parceria para criar uma nova empresa de aviação comercial. A execução do acerto ainda precisa do aval do governo brasileiro.


De acordo com a proposta, a Boeing deterá 80% de participação na joint venture pelo valor de 4,2 bilhões de dólares, enquanto a fabricante brasileira ficará com os 20% restantes.

"A expectativa é de que a parceria não terá impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes", diz um comunicado conjunto da Embraer e da Boeing divulgado para investidores.

As duas empresas informaram que a joint venture criada para a fabricação de aviões comerciais, que deve absorver toda a operação…

Erdogan: Turquia usará sistemas de defesa aérea S-400 russos se for necessário

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que Ancara usará os sistemas de defesa aérea S-400 comprados da Rússia, se assim for necessário.


Sputnik

"Nós os compramos [sistemas S-400] e não foi para armazená-los em depósitos. Serão usados apropriadamente se assim for necessário. E o que devemos fazer com esses sistemas defensivos se não usá-los? Para confiar novamente na misericórdia dos Estados Unidos?", disse Erdogan para a emissora TGRT.

Os sistemas S-400
S-400 Triumph russos © Sputnik / Alexander Vilf

Em dezembro de 2017, a Rússia e a Turquia assinaram um contrato para fornecimento de sistemas de defesa aérea S-400 para Ancara. Duas baterias S-400 serão operadas e mantidas pelos militares turcos, de acordo com a secretaria turca da indústria de defesa. Em abril, o diretor-geral da Estatal russa de exportação de armas, Rosoboronexport, disse que a Rússia começou a fabricar sistemas S-400 para a Turquia.

O acordo provocou desentendimentos entre Ancara e Washington. EUA ameaçaram impor sanções contra a Turquia, pois acreditam que a arma é incompatível com as defesas da OTAN.

Em meados de abril, o subsecretário de Estado para Assuntos Europeus e da Eurásia, Wess Mitchell, disse que a aquisição dos sistemas de de defesa aérea S-400 da Rússia por Ancara poderia afetar negativamente a entrega de caças F-35 de quinta geração para a Turquia. O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, respondeu dizendo que Ancara tomaria medidas de retaliação contra Washington se bloqueasse a entrega das aeronaves.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas