Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

EUA não estão errados sobre potencial mortífero do Terminator-3 russo, diz analista

A revista norte-americana The National Interest escreveu que o veículo russo de apoio a tanques Terminator (Exterminador) de 3ª geração pode ser capaz de abater as armas mais mortíferas dos EUA. Analista militar russo dá a sua opinião sobre esse assunto.


Sputnik

De acordo com a revista, o Terminator-3 poderá atingir todos os tipos de alvos — aéreos, terrestres, forças e equipamento inimigos. A nova versão do veículo ganhará projéteis terra-ar, que serão capazes de mudar de trajetória, permitindo ao Terminator abater veículos aéreos não tripulados.

Veículo blindado Terminator-3
Terminator-3 russo © Sputnik / Mikhail Voskresenskiy

Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, Viktor Litovkin, analista militar e coronel aposentado, comentou essa publicação.

"Sem dúvidas, o veículo de apoio a tanques pode se tornar 'um assassino' de drones, porque é dotado de equipamento militar universal: tem um canhão de 30 milímetros, uma metralhadora de grande calibre – 12 milímetros, tem uma metralhadora comum de 7,62 milímetros, bem como mísseis supersônicos antitanque Ataka e Vikhr", explicou o analista.

Segundo Litovkin, se essas armas forem apontadas a um drone, ele não sobreviverá a fogo tão massivo.

"Além disso, o veículo de apoio a tanques [Terminator-3] tem um bom ângulo de visão e um bom radar, por isso pode facilmente detectar um drone e atingi-lo. Então, os norte-americanos não estão errados a este respeito', afirmou ele.

Para o especialista, o Terminator-3 “deve ser usado junto com outros sistemas de combate, incluindo as estações de radar, sistemas de vigilância e de navegação para que seus sistemas sejam apoiados por sistemas ainda mais poderosos, de forma a que nem um drone consiga escapar”.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas