Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Exército russo terá em breve módulo robotizado de alta precisão (VÍDEO)

A poderosa arma de controle remoto possui enorme precisão e pode ser instalada em qualquer veículo moderno, seja terrestre ou naval.


Sputnik

A empresa fabricante de tanques russa UVZ (UralVagonZavod) publicou um vídeo sobre o projeto do módulo de combate robotizado Baikal.


Módulo roborizado de alta precisão AU-220M, conhecido como Baikal
Módulo robotizado russo AU-220M | CC BY-SA 4.0 / Wikipedia

O módulo é também designado como AU-220M e foi apresentado em 2015.

Consiste em uma torre de controle remoto equipada com um moderno canhão de 57 milímetros com vários tipos de munições, incluindo guiadas, e uma metralhadora de 7,62 milímetros de calibre.

A principal peculiaridade é o controle remoto da torre. A tripulação do blindado não precisa estar presente na torre (o alvo mais provável de ataques), sendo o controle dos armamentos efetuado a partir da parte interior protegida e até mesmo de fora do veículo.

Além disso, o novo módulo possui sofisticados sistemas de estabilização e pontaria, o que permite disparar com alta precisão em quaisquer condições climáticas, mesmo à noite ou em pleno andamento.

O módulo AU-220M será apto a instalar em todos os futuros veículos blindados russos, seja a plataforma Armata, Kurganets-25 ou Boomerang, além do próprio BMP-3 e do BMPT Terminator.

Também é possível instalar o sistema em navios de guerra e até em navios militares pesados.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas