Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Chefe da ONU diz que é essencial evitar escalada de tensões no Irã

O chefe da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou neste domingo que é essencial evitar “qualquer forma de escalada” das tensões no Golfo, em meio a temores de um conflito após a derrubada de um drone norte-americano pelo Irã na semana passada.
Por Catarina Demony | Reuters

LISBOA (Reuters) - “O mundo não pode permitir um grande confronto no Golfo”, disse Guterres, nos bastidores da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa . “Todos devem manter nervos de aço.”

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância dos EUA, em um incidente que o governo norte-americano disse que aconteceu no espaço aéreo internacional.

Trump disse mais tarde que ordenou o cancelamento de um ataque militar em retaliação pela ação que poderia ter resultado em 150 mortes.

Teerã repetiu no sábado que o drone foi abatido sobre seu território e disse que responderia com firmeza a qualquer ameaça dos EUA.

Os comentários de Guterres vêm um dia depois…

Força Aérea alemã reconhece sua incapacidade de combater

Aproximadamente dois terços dos aviões de guerra da Força Aérea alemã não podem participar de combates.


Sputnik

A frota de aviões de combate alemã se encontra em péssimas condições, conforme anunciou o chefe do Estado-Maior da Força Aérea alemã, tenente-general Ingo Gerhartz, citado pela agência Reuters.

Eurofighter Typhoon S da Força Aérea da Alemanha
CC BY 2.0 / Eurofighter Typhoon S Germany Air Force / https://www.flickr.com/people/14035760@N03

O alto responsável militar, que assumiu o cargo há um mês, confessou essa realidade falando em Berlim perante 200 executivos da indústria da aviação, oficiais e legisladores.

Segundo explicou Gerhartz, a inspeção do estado dos caças polivalentes Eurofighter Typhoon levou 14 meses em vez do planejado meio ano. Tal situação, destacou, é considerada inaceitável.

Além disso, ele ressaltou que as aeronaves estão paradas em suas bases porque não há peças de reposição suficientes ou muitas destas peças já não se fabricam.

Vale destacar que, em fevereiro deste ano, o Ministério da Defesa da Alemanha publicou um relatório no qual detalhou que, durante 2017, apenas 39 dos 128 Eurofighter Typhoon e 26 dos 93 caças antigos Panavia Tornado estavam preparados para treinamentos ou realizar missões de combate.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas