Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Queremos que a Venezuela volte à democracia', diz Bolsonaro a TV dos EUA

Em entrevista à Fox News, o presidente também defendeu o muro para separar EUA do México. Nesta terça, ele vai se encontrar com Donald Trump.
Por G1

O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista à TV norte-americana na madrugada desta terça-feira (19) que a Venezuela estará no centro das discussões durante o encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca, nesta tarde.

Ao canal Fox News, Bolsonaro reafirmou que o presidente norte-americano mantém "todas as opções na mesa"em relação à Venezuela. "Nós não podemos falar em todas as possibilidades, mas o que for possível de forma diplomática", disse Bolsonaro, segundo tradutor da emissora.

A entrevista foi ao ar com tradução simultânea, e em alguns trechos não foi possível ouvir o que o presidente respondeu. Bolsonaro disse que o Brasil é o país mais interessado em pôr fim ao governo de Nicolás Maduro.

O presidente afirmou que o governo brasileiro está alinhado ao de Trump. "Hoje temos nova ideologia,…

Irã rejeita supostos relatos de negociação com Israel

Secretario de Supremo Conselho de segurança Nacional do Irã rejeitou veementemente os supostos relatos da mídia que alegavam que a República Islâmica havia negociado com o regime sionista de Israel.


Pars Today

Esses tipos de rumores infundados são tentativas fracassadas de legitimar o regime sionista e enfraquecer o desejo da corrente de resistência contra Israel, afirmou Ali Shamkhani.

Irã rejeita supostos relatos de negociação com Israel
Ali Shamkhani | Reprodução

A autoridade iraniana disse que o suposto relato da mídia é uma reação à derrota dos terroristas Takfiri na região.

Ele disse que não se pode impedir o regime sionista agressivo e expansionista por meio de concessões.

“Um muçulmano devoto não entra em negociações com os sionistas”, observou Shamkhani.

Mais cedo, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Bahram Qassemi, descartou qualquer negociação indireta com o regime sionista de Israel na Jordânia.

Não houve negociações indiretas entre o Irã e o regime sionista na Jordânia, disse ele, ressaltando que tais notícias fabricadas são totalmente infundadas.

No meio da traição de alguns países árabes à causa palestina e pisoteada os direitos legítimos da Resistência, a fabricação de notícias sem fundamento atribuídas aos círculos árabe-hebraicos é desviar a opinião pública mundial dos recentes crimes e atrocidades do regime sionista.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas