Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Irã rejeita supostos relatos de negociação com Israel

Secretario de Supremo Conselho de segurança Nacional do Irã rejeitou veementemente os supostos relatos da mídia que alegavam que a República Islâmica havia negociado com o regime sionista de Israel.


Pars Today

Esses tipos de rumores infundados são tentativas fracassadas de legitimar o regime sionista e enfraquecer o desejo da corrente de resistência contra Israel, afirmou Ali Shamkhani.

Irã rejeita supostos relatos de negociação com Israel
Ali Shamkhani | Reprodução

A autoridade iraniana disse que o suposto relato da mídia é uma reação à derrota dos terroristas Takfiri na região.

Ele disse que não se pode impedir o regime sionista agressivo e expansionista por meio de concessões.

“Um muçulmano devoto não entra em negociações com os sionistas”, observou Shamkhani.

Mais cedo, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Bahram Qassemi, descartou qualquer negociação indireta com o regime sionista de Israel na Jordânia.

Não houve negociações indiretas entre o Irã e o regime sionista na Jordânia, disse ele, ressaltando que tais notícias fabricadas são totalmente infundadas.

No meio da traição de alguns países árabes à causa palestina e pisoteada os direitos legítimos da Resistência, a fabricação de notícias sem fundamento atribuídas aos círculos árabe-hebraicos é desviar a opinião pública mundial dos recentes crimes e atrocidades do regime sionista.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas