Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Iraque substitui seus Abrams por tanques russos T-90S, mas por quê? (VÍDEO)

Em 6 de junho, o Ministério da Defesa do Iraque anunciou que recebeu 29 tanques T-90S russos de um lote de 73. Esses tanques substituirão alguns dos 140 tanques norte-americanos Abrams que foram fornecidos pelos EUA ao país. Os analistas militares norte-americanos explicaram o motivo dessa substituição de blindados.


Sputnik

Em seu artigo para o portal Military Times, Kyle Rempfer comentou que tudo começou com queixas dos oficiais norte-americanos que alguns dos Abrams fornecidos a Bagdá acabaram nas mãos de milícias pró-iranianas.

Tanque T-90S mostrado no âmbito do III Fórum internacional Tecnologias na Construção de Máquinas 2014 em Zhukovsky, região de Moscou (Rússia)
Tanque T-90S russo © Sputnik / Ramil Sitdikov

Em particular, foram nove carros de combate que acabaram sendo usados pelas Forças de Mobilização Popular, unidades xiitas apoiadas pelo Irã, mas que lutam contra os terroristas com o consentimento do governo iraquiano.

Estes tanques foram utilizados na luta contra o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia), mas também foram usados contra os separatistas curdos na cidade iraquiana de Kirkuk, afirmou o colunista citando Eric Pahon, porta-voz do Pentágono.

Segundo ele, todos os tanques foram devolvidos às forças iraquianas, mas houve algumas especulações que o produtor dos Abrams, a General Dynamics, se recusou a realizar manutenção técnica desses tanques.

Esta foi a razão pela qual Kyle Rempfer afirmou que se tratava de uma decisão geopolítica que permitiu à Rússia ganhar uma maior influência na região. De fato, James Phillips, pesquisador da Heritage Foundation, explicou que mensagem está enviando o governo iraquiano com a compra dos T-90S russos.

"Foi um lembrete importante que [os EUA] não têm o monopólio sobre os tanques e que o Iraque pode os comprar na Rússia também. Isso reduz a influência dos EUA e aumenta as possibilidades futuras de Bagdá", explicou ele.

Ao mesmo tempo, o Ministério da Defesa do Iraque publicou um vídeo da segunda entrega de tanques russos T-90S. Esses tanques formarão parte da nona divisão blindada, que era anteriormente formada por tanques norte-americanos.

O tanque T-90S é uma versão de exportação do tanque T-90 que está em serviço das Forças Armadas da Rússia. Tem um motor de 1.000 CV de potência que lhe permite atingir a velocidade de 65 quilômetros por hora. Tem um canhão de 125 mm, uma metralhadora de 7,62 mm e outra de 12,7.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas