Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Irmão caçula do Pantsir russo: conheça o Terminator sérvio

Há muito tempo o exército sérvio está tentando criar seu próprio sistema autopropulsado de defesa antiaérea.


Sputnik

Devido a problemas financeiros e técnicos, primeiro o país tentou modernizar o sistema obsoleto herdado ainda da época checoslovaca, Praga M53/59 Jesterka. Militares tencionaram dotá-lo com mísseis aéreos R-60. Contudo, o veículo não chegou a ser operacional, servindo somente para testes. 

PASARS-16 Terminator | Reprodução

O sistema de defesa antiaérea PASARS-16 sérvio (Terminator), demonstrado pela primeira vez em outubro de 2016, parece mais promissor, assinalou a edição russa Rossiyskoe Oruzhie.

O veículo de combate se difere por sua alta transitabilidade. A potência do motor atinge 280 cavalos, uma vez que a transmissão do sistema é mecânico. O Terminator possui mecanismo de bombeamento dos pneus automático.

Vale destacar também a cabine blindada e a torre com armamento do veículo. Engenheiros sérvios deram muita atenção também à defesa antimina.

​O sistema é equipado com um canhão bem conhecido e amplamente utilizado em muitos países – Bofors L70 de 40 mm, capaz de realizar até 240 disparos por minuto.

Na qualidade de arma principal, engenheiros militares modificaram míssil soviético ar-ar R-13M, substituindo seu motor e aprimorando a ogiva guiada por infravermelho. Como resultado, o raio máximo do alcance do Terminador corresponde a 12 km, atingindo 8 km de altura.

O sistema sérvio é dotado de um sistema de controle de disparo passivo, que possui um canal termográfico, que consideravelmente aumenta a eficácia de combate contra meios aéreos. 

PASARS-16 Terminator | Reprodução

A edição destacou as características notáveis do PASARS-16, concluindo, porém, que o veículo sérvio ainda está longe do sistema russo de defesa antiaérea Pantsir-S1. Entretanto, por um preço razoável, o sistema sérvio pode encontrar compradores em vários países da Ásia e África, ressaltou Rossiyskoe Oruzhie.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas