Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Major-general sírio: EUA estariam preparando conquista de Palmira

O major-general e especialista militar sírio Muhammed Abbas falou em entrevista à Sputnik sobre os possíveis planos dos EUA quanto à Síria.


Sputnik

"Os EUA estão tentando tomar o controle da fronteira entre a Síria e o Iraque para romper a ligação entre os dois Estados. Para alcançar este objetivo, são provocados confrontos no território de Al-Tanf até à parte meridional de al-Suwayda e Palmira", explicou o militar à Sputnik Árabe.

Soldados sírios em Palmira (foto de arquivo)
Militares sírios em Palmira © AFP 2018 / VASILY MAXIMOV

"Os EUA buscam prolongar a guerra na Síria. Admito que Palmira possa voltar novamente a ser alvo de seus ataques. É que a conquista de Palmira pode abalar a estabilidade e a segurança da área, estabilidade que o governo sírio tem assegurado nos últimos dois anos", acrescentou.

Muhammed Abbas explicou quais seriam as consequências de uma possível conquista da cidade síria.

"Palmira é um ponto-chave e, caso seja conquistada, o impacto será grande. Agora existem possibilidades de realizar tal operação, já que os norte-americanos concentraram forças na [base] de Al-Tanf e em Rukban [campo de refugiados], na margem ocidental do rio Eufrates, controlada pelas Forças Democráticas da Síria", advertiu.

Segundo o major-general, os EUA poderiam empreender um deslocamento de suas forças para Palmira, utilizando vários métodos para disfarçar esse reposicionamento, por exemplo, por meio de interferências eletromagnéticas.

De acordo com o general, os norte-americanos continuam prestando apoio a várias unidades de combatentes, destinadas a realizar os planos de Washington na região.

Além disso, Muhammed Abbas indicou que os recentes ataques no sudeste de Deir ez-Zor e nas proximidades da base aérea de Hmeymim provam que as forças norte-americanas estão prontas para abrir uma nova frente no sul e no norte da Síria.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas