Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Marinha da Rússia envia 2 corvetas equipadas com mísseis Kalibr à Síria

As corvetas da Marinha russa Grad Sviyazhsk e Veliky Ustyug, equipadas com mísseis de cruzeiro, entraram no mar Mediterrâneo dirigindo-se para a Síria.


Sputnik

Segundo informa o Departamento de Informação da Frota do Mar Negro, as corvetas russas, equipadas com mísseis de cruzeiro Kalibr, deixaram o mar Negro, atravessaram os estreitos do Bósforo e Dardanelos, entraram no mar Mediterrâneo e digiram-se para a costa da Síria.

Corveta da Marinha russa Grad Sviyazhsk do projeto Buyan-M
Corveta da Marinha russa Grad Sviyazhsk © Foto : Serviço de imprensa do Distrito Militar Sul da Rússia

De acordo com a Marinha russa, os navios passaram a integrar a unidade da Marinha que opera nesta zona marítima e já começaram a cumprir a sua missão.

A passagem dos navios foi registrada pelos serviços de monitoramento turcos. Em particular, a embarcação de vigilância turca Yoruk Isik postou imagens dos navios de guerra russos no domingo (17).

​Anteriormente, a Marinha dos EUA havia informado que o grupo aeronaval liderado pelo porta-aviões Harry S. Truman entrou na zona oriental do mar Mediterrâneo para participar de operações contra o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) na Síria e no Iraque.

Enquanto isso, o senador russo Vladimir Shamanov afirmou que não se pode descartar que os EUA não estejam se preparando para um novo ataque contra a Síria, ao reforçarem o seu potencial de combate no mar Mediterrâneo.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas