Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Marinha russa revela quantos navios seus patrulham diariamente os oceanos

O comandante-chefe da Marinha da Rússia, Vladimir Korolev revelou em entrevista ao jornal militar russo Krasnaya Zvezda quantos navios russos patrulham atualmente os oceanos.


Sputnik

Como afirmou o comandante, entre 70 e 100 navios da Marinha russa estão presentes de forma regular em várias áreas dos oceanos.

Navio de desembarque grande Ivan Gren
Navio de desembarque russo Ivan Gren © Sputnik / Igor Zarembo

"A frota funciona verdadeiramente quando seus navios e submarinos desempenham suas funções no mar e não permanecem atracados", comentou Korolev ao jornal, sublinhando que os navios atuam dentro de várias unidades e grupos navais.

Segundo o militar, a Marinha russa está sendo constantemente modernizada. Em particular, em agosto e setembro deste ano, a Frota do Mar Negro receberá a nova fragata Admiral Makarov.

Além disso, Korolev relatou que em abril foi lançado ao mar o navio caça-minas Ivan Antonov, bem como o navio de mísseis ligeiro Shkval do projeto 22800 (Rajada, em russo), de uma série de seis unidades que serão incorporadas na Frota do Báltico.

"No futuro próximo, a Marinha será ampliada com navios de uma classe completamente nova — os navios de patrulha do tipo 22160 Vasily Bykov. Especialmente para a Frota do Mar Negro estão sendo construídos navios ligeiros de mísseis do projeto 21631, equipados com armas de alta precisão", disse o comandante chefe.

Para além disso, até fim deste mês a Marinha russa receberá o navio pesado de desembarque do projeto 11711, Ivan Gren, lembrou Korolev.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas