Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Mídia conta sobre arma mais temível da Rússia que assusta Ocidente

O Ocidente está preocupado com os planos da Rússia de elaborar armas hipersônicas, escreve a revista The National Interest.


Sputnik

A edição nota que Moscou pretende equipar os submarinos Khaski com mísseis hipersônicos Tsirkon. A revista chama essa união de "casamento das duas armas russas mais temíveis".

Submarino nuclear de 5ª geração do projeto Khaski
Ilustração do submarino russo de 5ª geração Khaski © Sputnik

O Khaski será um submarino de quinta geração. Supõe-se que será apresentada em três configurações. O modelo básico vai pesar de oito a nove mil toneladas e será equipado com minas e torpedos.

Por sua vez, o míssil Tsirkon é o pesadelo para as marinhas dos países ocidentais, ressalta a edição. É capaz de atingir a velocidade de 7.350 km/h ou, conforme algumas mídias, ainda mais.

O Ocidente expressou repetidamente a preocupação com os novíssimos desenvolvimentos russos. Por exemplo, a Marinha britânica teme que a sua defesa antiaérea seja incapaz de interceptar os mísseis Tsirkon.

Anteriormente, o vice-comandante da Marinha da Rússia, Viktor Bursuk, declarou que a construção dos submarinos Khaski será incluída no programa governamental de armamentos para 2018-2025. Os detalhes do projeto desses submarinos não foram revelados.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas