Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel concentra mais forças na fronteira com Faixa de Gaza e está pronto a agir

As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) concentraram mais forças na fronteira com a Faixa de Gaza e estão prontas para usá-las se for necessário, comunica a assessoria da entidade militar.
Sputnik

A decisão foi tomada no decurso da reunião no Estado-Maior e é uma resposta aos combates de ontem (11), que causaram morte de um militar israelense e sete palestinos.


"As IDF aumentaram suas forças no Distrito Sul e estão dispostas, se for preciso, a agir com mais vigor", destaca o comunicado da entidade.

No decurso da operação militar que teve lugar no enclave palestino neste domingo (11) um tenente coronel de uma unidade especial israelense foi morto. Ao mesmo tempo, a parte palestina perdeu sete homens, inclusive um comandante militar. Após os confrontos, os palestinos lançaram 17 mísseis contra o sul de Israel, dois deles foram interceptados pelos sistemas de defesa antiaérea Iron Dome (Cúpula de Ferro).

Foi igualmente informado que, tendo em conta a situação, o prim…

Mídia conta sobre arma mais temível da Rússia que assusta Ocidente

O Ocidente está preocupado com os planos da Rússia de elaborar armas hipersônicas, escreve a revista The National Interest.


Sputnik

A edição nota que Moscou pretende equipar os submarinos Khaski com mísseis hipersônicos Tsirkon. A revista chama essa união de "casamento das duas armas russas mais temíveis".

Submarino nuclear de 5ª geração do projeto Khaski
Ilustração do submarino russo de 5ª geração Khaski © Sputnik

O Khaski será um submarino de quinta geração. Supõe-se que será apresentada em três configurações. O modelo básico vai pesar de oito a nove mil toneladas e será equipado com minas e torpedos.

Por sua vez, o míssil Tsirkon é o pesadelo para as marinhas dos países ocidentais, ressalta a edição. É capaz de atingir a velocidade de 7.350 km/h ou, conforme algumas mídias, ainda mais.

O Ocidente expressou repetidamente a preocupação com os novíssimos desenvolvimentos russos. Por exemplo, a Marinha britânica teme que a sua defesa antiaérea seja incapaz de interceptar os mísseis Tsirkon.

Anteriormente, o vice-comandante da Marinha da Rússia, Viktor Bursuk, declarou que a construção dos submarinos Khaski será incluída no programa governamental de armamentos para 2018-2025. Os detalhes do projeto desses submarinos não foram revelados.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas