Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Milícia de Lugansk: Exército da Ucrânia concentra material pesado em Donbass

Os militares ucranianos estão deslocando armas pesadas para perto de Donbass, declarou o porta-voz da milícia independentista da República Popular de Lugansk (LNR), Andrei Marochko.


Sputnik

"O comando militar ucraniano continua violando as condições de posicionamento de material militar ao longo da linha de contato previstas pelos Acordos de Minsk. Além disso, ele aumenta seu potencial militar e reservas de subunidades na zona de Operação das Forças Conjuntas", afirmou.

Obuse autopropulsado 2S3 Akatsia de 152 mm
Obus autopropulsado 2S3 Akatsia de 152 mm © Sputnik / Igor Zarembo

"Conforme a informação disponível, à zona controlada pela 14ª brigada mecanizada na povoação de Orekhovo chegaram seis unidades de obuses autopropulsados 2S1 Gvozdika", declarou Marochko.

Segundo informa a milícia da autoproclamada República Popular de Lugansk, um trem ucraniano carregado com material bélico, que inclui dez obuses autopropulsados 2S3 Akatsia de 152 mm, chegou à estação ferroviária de Rubezhnoe.

"Queria apelar aos observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), peço que concentrem a atenção no posicionamento por parte dos militares ucranianos de armamentos proibidos na zona de segurança, o que pode resultar em mais uma violação dos Acordos de Minsk e em uma ameaça direta à população da nossa República", destacou.

Em abril de 2014, a Ucrânia iniciou uma operação militar nas províncias orientais de Donetsk e Lugansk, onde foram proclamadas repúblicas populares em resposta ao violento golpe de Estado que ocorreu em Kiev em fevereiro do mesmo ano. Segundo estimativas da ONU, desde o início da crise as hostilidades resultaram em mais de 10 mil mortos.

Comentários

Postagens mais visitadas