Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Militares ucranianos teriam usado em Donbass sistema de reconhecimento dos EUA

Na região de Donbass os militares ucranianos testaram o sistema de reconhecimento Rembass-2, comunicou neste sábado (17) a Agência de Notícias de Donetsk, citando o chefe do serviço de imprensa das Forças Armadas da República Popular de Donetsk (DNR), Daniil Beznosov.


Sputnik

De acordo com ele, no dia 15 de junho, os militares ucranianos abriram fogo contra o povoado de Zaitsevo. Durante o ataque foram efetuados "testes do sistema de reconhecimento Rembass-2 entregue por representantes dos EUA", acrescentou Beznosov.

Instrutores americanos em Donbass
Militares dos EUA em Donbass © AP Photo / Aleksandr Shulman

Como resultado do ataque ucraniano ficou ferida uma moradora local nascida em 1937.

De acordo com a edição, o sistema Rembass-2 foi adotado ao serviço dos EUA no final da década de 90.

O sistema foi projetado para detectar objetivos se movendo de forma dissimulada, bem como para localizá-los. O sistema permite reconhecer uma figura humana a uma distância de até 75 metros, sendo capaz de reconhecer armamento e equipamento militar a uma distância de até 350 metros.

Anteriormente, o porta-voz da República Popular de Lugansk (LNR), Andrei Marochko, comunicou sobre a chegada de instrutores norte-americanos à linha de contato em Donbass para treinar militares ucranianos.

De acordo com dados da milícia, os instrutores chegaram à região para lecionar um curso de medicina militar e treinar franco-atiradores da 72ª brigada das Forças Armadas da Ucrânia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas