Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel concentra mais forças na fronteira com Faixa de Gaza e está pronto a agir

As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) concentraram mais forças na fronteira com a Faixa de Gaza e estão prontas para usá-las se for necessário, comunica a assessoria da entidade militar.
Sputnik

A decisão foi tomada no decurso da reunião no Estado-Maior e é uma resposta aos combates de ontem (11), que causaram morte de um militar israelense e sete palestinos.


"As IDF aumentaram suas forças no Distrito Sul e estão dispostas, se for preciso, a agir com mais vigor", destaca o comunicado da entidade.

No decurso da operação militar que teve lugar no enclave palestino neste domingo (11) um tenente coronel de uma unidade especial israelense foi morto. Ao mesmo tempo, a parte palestina perdeu sete homens, inclusive um comandante militar. Após os confrontos, os palestinos lançaram 17 mísseis contra o sul de Israel, dois deles foram interceptados pelos sistemas de defesa antiaérea Iron Dome (Cúpula de Ferro).

Foi igualmente informado que, tendo em conta a situação, o prim…

OTAN nunca 'dará as costas' ao diálogo com a Rússia, afirma Mattis

A OTAN nunca cortará as comunicações com a Rússia, apesar da suposta intromissão de Moscou nas eleições americanas e europeias, afirmou James Mattis, secretário de Defesa dos EUA, a repórteres a caminho da Bélgica.


Sputnik

"A OTAN nunca vai desligar o diálogo com a Rússia", disse Mattis nesta quarta-feira. "A OTAN nunca dará as costas para tentar melhorar as relações com a Rússia".

Chefe do Pentágono, James Mattis
James Mattis © AP Photo / Jacquelyn Martin

A perspectiva de melhorar as relações entre a Rússia e a OTAN é dificultada pela suposta interferência do Kremlin nas eleições dos EUA e na Europa e "mudar as fronteiras da Europa através da força das armas", declarou Mattis.

Mattis acrescentou que a Rússia, da perspectiva da OTAN, tem mais em comum com a aliança em termos de futuro. No entanto, tem sido extremamente difícil encontrar uma causa comum com a Rússia, disse Mattis.

Os ministros da Defesa da OTAN vão se reunir na quinta e na sexta-feira para se preparar para a cúpula de julho, que tem como foco a aprovação de uma nova estrutura de comando, que poderá aumentar o número de funcionários em 1.200.

No início do dia, a embaixadora dos EUA na OTAN Kay Bailey Hutchison disse que os ministros da Defesa da aliança se concentrarão em aprovar uma nova estrutura de comando simplificada para uma resposta mais rápida e o envio de forças para áreas de crise na aliança de 29 países.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas