Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

OTAN nunca 'dará as costas' ao diálogo com a Rússia, afirma Mattis

A OTAN nunca cortará as comunicações com a Rússia, apesar da suposta intromissão de Moscou nas eleições americanas e europeias, afirmou James Mattis, secretário de Defesa dos EUA, a repórteres a caminho da Bélgica.


Sputnik

"A OTAN nunca vai desligar o diálogo com a Rússia", disse Mattis nesta quarta-feira. "A OTAN nunca dará as costas para tentar melhorar as relações com a Rússia".

Chefe do Pentágono, James Mattis
James Mattis © AP Photo / Jacquelyn Martin

A perspectiva de melhorar as relações entre a Rússia e a OTAN é dificultada pela suposta interferência do Kremlin nas eleições dos EUA e na Europa e "mudar as fronteiras da Europa através da força das armas", declarou Mattis.

Mattis acrescentou que a Rússia, da perspectiva da OTAN, tem mais em comum com a aliança em termos de futuro. No entanto, tem sido extremamente difícil encontrar uma causa comum com a Rússia, disse Mattis.

Os ministros da Defesa da OTAN vão se reunir na quinta e na sexta-feira para se preparar para a cúpula de julho, que tem como foco a aprovação de uma nova estrutura de comando, que poderá aumentar o número de funcionários em 1.200.

No início do dia, a embaixadora dos EUA na OTAN Kay Bailey Hutchison disse que os ministros da Defesa da aliança se concentrarão em aprovar uma nova estrutura de comando simplificada para uma resposta mais rápida e o envio de forças para áreas de crise na aliança de 29 países.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas