Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel concentra mais forças na fronteira com Faixa de Gaza e está pronto a agir

As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) concentraram mais forças na fronteira com a Faixa de Gaza e estão prontas para usá-las se for necessário, comunica a assessoria da entidade militar.
Sputnik

A decisão foi tomada no decurso da reunião no Estado-Maior e é uma resposta aos combates de ontem (11), que causaram morte de um militar israelense e sete palestinos.


"As IDF aumentaram suas forças no Distrito Sul e estão dispostas, se for preciso, a agir com mais vigor", destaca o comunicado da entidade.

No decurso da operação militar que teve lugar no enclave palestino neste domingo (11) um tenente coronel de uma unidade especial israelense foi morto. Ao mesmo tempo, a parte palestina perdeu sete homens, inclusive um comandante militar. Após os confrontos, os palestinos lançaram 17 mísseis contra o sul de Israel, dois deles foram interceptados pelos sistemas de defesa antiaérea Iron Dome (Cúpula de Ferro).

Foi igualmente informado que, tendo em conta a situação, o prim…

Parlamento cazaque aprova envio de mais tropas para missões da ONU

O Parlamento do Cazaquistão aprovou nesta sexta-feira uma proposta do Governo para expandir as Forças de Paz do país nas missões da ONU no Oriente Médio, Índia e Paquistão.


EFE

Astana - "Proponho o envio de até 40 oficiais das Forças Armadas do Cazaquistão às missões da ONU no Oriente Médio e à missão de observação na Índia e no Paquistão", disse o ministro de Defesa, Saken Zhasuzakov, ao ler o pedido do presidente Nursultan Nazarbayev perante uma sessão do Parlamento.

Nursultan Nazarbayev em foto de 7 de junho. EFE/ Greg Baker
Nursultan Nazarbayev em foto de 7 de junho. EFE/ Greg Baker

A solicitação de Nazarbayev defende também o envio de tropas para a Força Interina para o Líbano e a Força da ONU para o Manutenção da Paz no Chipre.

O Cazaquistão ampliará também a Missão da ONU para o referendo na Saara Ocidental, onde, da mesma forma que na Costa do Marfim, manteve um pequeno contingente de forças de paz desde 2011.

O país centro-asiático enviará também um contingente adicional de até 120 militares para participar da missão da Força Interina da ONU no Líbano como parte das forças militares indianas.

Segundo o líder cazaque, enviar um contingente às missões da ONU "não só fará uma contribuição significativa ao fortalecimento da segurança, mas também fortalecerá a autoridade do Cazaquistão como membro responsável da comunidade internacional".

O Cazaquistão foi eleito o ano passado membro não-permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas para o biênio 2017-2018.

"É importante para nós mostrar nosso firme compromisso com a paz através de ações concretas nesta direção", disse à Efe o ministro de Relações Exteriores cazaque, Kairat Abdrakhmanov.

"A presença da unidade de paz do Cazaquistão na zona do conflito árabe-israelense, que é o fator mais desestabilizador da segurança regional, confirma a disposição do nosso país a fazer uma contribuição prática à paz no Oriente Médio", acrescentou.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas