Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Pentágono teme armamentos espaciais russos e chineses

O Departamento de Defesa dos EUA manifestou preocupação com a possibilidade do aparecimento de armamentos russos e chineses no espaço no "futuro breve", informou o portal Defense One.


Sputnik

O chefe da inteligência do Pentágono, tenente-general Robert Ashley, declarou que Rússia e China continuam a desenvolver projetos com objetivo de criar armamentos capazes de alvejar satélites tanto a partir da Terra, quanto do espaço. 

Foto da Terra tirada a partir do espaço pelo cosmonauta russo Anton Shkaplerov
Terra vista do espaço © Foto: Roscosmos/Anton Shkaplerov

"As respectivas tecnologias estão sendo criadas neste instante", acrescentou o militar.

Achley também declarou que a concorrência nesse setor aumentará no futuro.

"A concorrência deve aumentar. Vejam a estratégia de segurança nacional. Ali se reconhece que a nossa superioridade tecnológica está, aos poucos, se esvaíndo", concluiu.

Mais cedo, o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin, declarou que a Rússia se preocupa com a militarização do espaço, liderada pelos EUA.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas