Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China desenvolve 2 novos bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, diz inteligência americana

A Força Aérea da China, que já tem dois caças furtivos, está trabalhando em dois novos projetos de aviões furtivos de médio e longo alcance, informou um relatório da inteligência militar dos EUA.
Sputnik

Os fabricantes de aviões chineses estão envolvidos em dois projetos de bombardeiros furtivos ao mesmo tempo, informou a edição Aviation Week, citando um relatório da Agência de Inteligência do Departamento de Defesa dos EUA.


A existência de um desses projetos, H-20 ou H-X, foi confirmada pela Força Aérea Chinesa em 2017. Entretanto, não foi divulgada nenhuma informação confiável sobre o segundo projeto.

De acordo com o Pentágono, o segundo projeto, designado JH-XX, envolve o desenvolvimento de um caça-bombardeiro de médio alcance. O avião será equipado com radar AESA, mísseis ar-ar e mísseis ar-terra. Os especialistas em inteligência militar estadunidense acreditam que essa aeronave entrará em serviço da Força Aérea chinesa não antes de 2025.

No desenvolvimento desses novos aviões de comba…

Pentágono teme armamentos espaciais russos e chineses

O Departamento de Defesa dos EUA manifestou preocupação com a possibilidade do aparecimento de armamentos russos e chineses no espaço no "futuro breve", informou o portal Defense One.


Sputnik

O chefe da inteligência do Pentágono, tenente-general Robert Ashley, declarou que Rússia e China continuam a desenvolver projetos com objetivo de criar armamentos capazes de alvejar satélites tanto a partir da Terra, quanto do espaço. 

Foto da Terra tirada a partir do espaço pelo cosmonauta russo Anton Shkaplerov
Terra vista do espaço © Foto: Roscosmos/Anton Shkaplerov

"As respectivas tecnologias estão sendo criadas neste instante", acrescentou o militar.

Achley também declarou que a concorrência nesse setor aumentará no futuro.

"A concorrência deve aumentar. Vejam a estratégia de segurança nacional. Ali se reconhece que a nossa superioridade tecnológica está, aos poucos, se esvaíndo", concluiu.

Mais cedo, o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin, declarou que a Rússia se preocupa com a militarização do espaço, liderada pelos EUA.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas