Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: Rússia e Turquia decidirão que grupos deixarão zona de Idlib

Rússia e Turquia irão determinar em conjunto quais grupos radicais deverão deixar o território da zona desmilitarizada de Idlib, na Síria, segundo afirmou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, neste domingo.
Sputnik

"Durante negociações sobre Idlib em Sochi, nós decidimos estabelecer uma zona desmilitarizada entre os territórios controlados pela oposição e pelo regime. A oposição permanecerá nos territórios que ela ocupa. Vamos garantir que os grupos radicais, designados em conjunto com a Rússia, não operem na região", disse Erdogan em artigo publicado pelo jornal russo Kommersant

Ainda de acordo com o líder turco, Washington segue atrapalhando o equilíbrio na região com seu apoio às Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) e ao Partido da União Democrática (PYD) na Síria, considerados adversários de Ancara.

"Infelizmente, vemos que o apoio extraordinário que tem sido prestado recentemente, especialmente pelos Estados Unidos, às forças do YPG e do PYD, continua. Tais …

Rússia combina avião e helicóptero em novo drone de reconhecimento

A empresa Aviatsionnye Sistemy (Sistemas de Aviação em russo) criou um novo sistema de reconhecimento não tripulado tático da classe 7001 que integra veículos aéreos não tripulados unificados do tipo avião e helicóptero, comunicou uma fonte da empresa para a Sputnik.


Sputnik

Os VANTs na versão de avião K-0106, são aparelhos de asa alta. Na parte do nariz está situado o motor que gira a hélice propulsora. O veículo, com peso máximo de decolagem de até 6,5 quilos, pode ficar no ar até 1,5 horas.

Um drone russo (foto de arquivo)
Um drone russo © Sputnik / Aleksei Danichev

Já o aparelho de tipo helicóptero, K-0107, foi construído conforme um esquema de multirotor (quadricóptero), as quatro hélices estão instaladas em braços radiais retráteis. O veículo, com peso máximo de decolagem de até 5,1 quilos, pode voar por períodos de até uma hora.

Ambos os veículos têm a bordo sistemas de comunicação produzidos pela mesma empresa que permitem manter o controle dos VANTs a distâncias de até 15 quilômetros.

Além dos dois veículos, o sistema também consiste de um posto de comando terrestre móvel, um posto de antena extensível, ferramentas e peças de reserva, bem como meios de deslocação.

O especialista russo na área de VANTs, Denis Fedutinov, a empresa optou por um conceito incomum reunindo veículos de tipos diferentes em um sistema só.

"Esta decisão pode ter vantagens e desvantagens. Os fatores positivos consistem na ampliação das capacidades do sistema por ele incluir diferentes tipos de veículos, assim como a redução do preço, se compararmos com o uso de dois sistemas separados, por causa da unificação dos componentes. Ao mesmo tempo, também podem surgir dificuldades, inclusive relacionadas com maiores requisitos em relação ao treinamento dos operadores", resumiu.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas