Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

S-400 russos diminuem dependência externa de Ancara, diz ministro turco

A aquisição de sistemas russos de defesa antiaérea S-400 é de interesse da nação turca, desde que isso minimize a dependência externa do país, declarou o ministro do Interior turco, Suleyman Soylu, na sexta-feira (8).


Sputnik

"A compra dos sistemas antimísseis S-400 é interessante para a nação turca, o que não tem nada a ver com política […] Os sistemas russos de defesa antiaérea diminuem a dependência externa da Turquia", afirmou Soylu, citado pela agência de notícias Anadolu.


Sistemas russos de defesa antiaérea S-400
S-400 Triumph russo © Sputnik / Sergey Malgavko

O ministro do Interior notou que a Turquia seria incapaz de repelir ataque de míssil sobre o país, e os sistemas antimísseis russos entrariam para reforçar os sistemas de defesa antiaérea do país. Soylu adicionou que países com avançados sistemas de defesa querem desarmar as capacidades militares turcas.

Em dezembro, Rússia e Turquia assinaram um contrato de fornecimento dos sistemas de defesa antiaérea S-400 para Ancara. O acordo desencadeou divergências entre Ancara e Washington, com o último ameaçando impor sanções contra a Turquia, já que os Estados Unidos acreditam que o armamento seja incompatível com as defesas da OTAN.

No final de abril, o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, afirmou que a Turquia também estava considerando comprar sistema norte-americano de defesa antiaérea Patriot, ou qualquer outro sistema de defesa antiaérea, se recebessem uma oferta justa de seus aliados da OTAN.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas