Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Submarinos de Israel serão armados com novos torpedos pesados

A Marinha de Guerra israelense vai adquirir torpedos pesados de novo tipo – de altíssima velocidade e maior alcance.


Sputnik

As Forças de Defesa de Israel decidiram adquirir novos torpedos pesados Kaved para armar sua frota de submarinos de ataque, de acordo com o portal militar norte-americano Jane's.

Submarino israelense da classe Dolphin I
Submarino israelense da Classe Dolphin I © AP Photo / Amir Cohen

O serviço de imprensa das Forças de Defesa de Israel explicou que a decisão de equipar os submarinos de guerra com novos torpedos foi tomada após vários meses de testes, que incluíram simulação de combates.

Os testes finais aconteceram na noite de 18 para 19 de junho a bordo de um submarino da 7ª flotilha, acrescentou uma fonte do portal na frota israelense. Em particular, é relatado que os novos torpedos têm maior precisão e alcance, além de outros recursos.

Ademais, uma fonte anônima do portal indicou que o Kaved é fabricado por uma empresa de defesa não israelense que não foi indicada, mas especificou que modernizações futuras e manutenção serão realizadas pela Marinha de Israel nas instalações da empresa.

Os torpedos aumentarão o arsenal dos três submarinos israelenses mais antigos da classe Dolphin I, assim como os três novos submersíveis Dolphin II de nova geração, o último dos quais será entregue pela empresa alemã ThyssenKrupp em 2019.

A fonte descreveu o Kaved como uma arma de alta velocidade que pode atacar navios e submarinos, incluindo aqueles que se encontram nas profundezas de até "centenas de metros".

Ao contrário do modelo anterior, o novo torpedo tem um sistema de orientação por sonar digital que "permite atualizações no futuro sem alterar o hardware" e faz com que seja difícil superar esta arma por meio de manobras", disse a fonte.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas