Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Suécia mobiliza todos os seus reservistas pela primeira vez em 40 anos

A Suécia convocou 22 mil reservistas da Guarda Nacional - um corpo permanente de reservistas voluntários - pela primeira vez em mais de quatro décadas, informou o portal oficial do Ministério da Defesa escandinavo.


Sputnik

Os reservistas suecos dos 40 batalhões participaram de uma manobra militar de larga escala que visava fortalecer a capacidade operacional e defensiva do país, segundo o Comandante Supremo Micael Byden.

Reservistas suecos
Reservistas suecos © REUTERS / Jonas Ekstromer

"Estamos ensaiando a cadeia de mobilização da nossa organização, algo que não fazemos desde 1975", explicou o militar.

A principal função da Guarda Nacional é realizar tarefas militares secundárias, como monitorar infraestruturas importantes ou patrulhar as ruas. O comandante da instituição, o major-general Roland Ekenberg, comemorou os resultados. "Sinto respeito pelas pessoas que voluntariamente escolheram participar deste exercício", afirmou.

Durante a simulação, que coincidiu com o Dia Nacional da Suécia, os voluntários realizaram trabalhos de patrulha, vigilância e proteção nas ruas e aeroportos do país.

As manobras fazem parte de uma série de medidas aprovadas pela Suécia — um país neutro associado à OTAN — após o aumento das tensões no Báltico, na esteira da guerra no leste da Ucrânia. Estas medidas incluem também a restauração do serviço militar obrigatório no país e o consentimento para operações de tropas da OTAN em território sueco.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas