Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Após escalada de tensões com Hamas, Israel desloca Cúpula de Ferro para perto de Tel Aviv

O governo israelense ordenou ao Exército que responda aos balões incendiários lançados pelos palestinos desde a Faixa de Gaza.


Sputnik

Israel implantou seu sistema de defesa aérea Iron Dome (Cúpula de Ferro) na área de Tel Aviv após o aumento das tensões na Faixa de Gaza e seus arredores ocorrido neste fim de semana, informa o Haaretz.

Soldado israelense junto ao sistema de defesa antiaérea Cúpula de Ferro (Iron Dome) perto da cidade de Sderot, Israel
Iron dome israelense © AP Photo/ Tsafrir Abayov

No sábado (14), o Exército israelense destruiu "dezenas de alvos" do Hamas na Faixa de Gaza m resposta a ataques de morteiros, desordens na fronteira e lançamento de artefatos incendiários, segundo informou o serviço de imprensa do Exército

Apesar de que na noite de 14 de julho o Hamas anunciou ter atingido o cessar-fogo com Israel naquela área, no domingo (15) os militares israelenses atacaram membros do movimento palestino, acusados de lançar balões incendiários da Faixa de Gaza em direção da fronteira israelense.

Além dessa medida preventiva em sua capital, o Gabinete de Segurança de Israel ordenou que suas tropas respondessem a essas agressões. De fato, um de seus oficiais de alta patente indicou que o Exército selecionou "um grande número de alvos que surpreenderão o Hamas", como aconteceu com os túneis ou o batalhão de Beit Lahia.

A situação na fronteira de Gaza piorou em meados de maio depois que os EUA abriram sua embaixada em Jerusalém. Em 30 de março, começou na fronteira a chamada Grande Marcha do Retorno. O lado israelense tem usado armas letais contra civis para reprimir os protestos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas