Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Assad: Capacetes Brancos que se recusam a depor armas serão eliminados como terroristas

As declarações do presidente acontecem em meio à evacuação contínua de centenas de membros do controverso grupo, que Damasco considera um braço da Al-Qaeda na Síria.


Sputnik

Falando à imprensa russa nesta quinta-feira, Bashar Assad reiterou sua posição de que os Capacetes Brancos não eram um grupo de resgate, mas sim uma cobertura para os militantes da Frente al-Nusra.

O presidente sírio Bashar Assad durante um discurso em frente dos diplomatas, em 20 de agosto de 2017
Bashar Assad © AP Photo / Página do Facebook da Presidência da Síria

Assad disse que os líderes do grupo já fugiram da Síria, com o restante ficando para trás sob o disfarce de civis e se escondendo em Idlib, controlada por militantes terroristas.

"Eles fugiram da Síria, mas na verdade não fugiram — foram evacuados por Israel, pela Jordânia e pelas potências ocidentais", disse Assad.

Segundo o presidente, todos os Capacetes Brancos que recusarem a anistia serão eliminados. "O destino dos Capacetes Brancos será o mesmo de qualquer terrorista. Eles têm dois caminhos: ou entregam as armas e aproveitam a anistia… ou serão eliminados, como outros terroristas", disse ele.

Comentando as prioridades dos militares sírios, Assad considerou a libertação da província de Idlib uma das principais direções, mas não a única. "Hoje Idlib é nosso objetivo, mas não apenas Idlib. Hoje, é claro, há territórios na parte leste da Síria que são controlados por vários grupos. Alguns são mantidos por Daesh (esses são pequenos bolsões), assim como Frente al-Nusra e outras formações extremistas. Portanto, estaremos nos movendo para essas regiões. As forças armadas determinarão as prioridades, e Idlib é uma delas", disse Assad.

Assad comparou a situação atual em seu país com a da Frente Oriental da Segunda Guerra Mundial. Cercado por parentes de militares russos que morreram lutando contra os jihadistas na Síria, o presidente sírio disse que as ações bárbaras dos nazistas eram comparáveis ​​às dos terroristas de hoje.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas