Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono nega que avião russo tenha 'expulsado' bombardeiro americano do Báltico

O Pentágono não concorda que o bombardeiro estratégico norte-americano B-52H tenha sido expulso por um caça russo Su-27 sobre o mar Báltico, comunicou à Sputnik o representante da entidade militar americana Eric Pahon.
Sputnik

"O avião da Força Aérea dos EUA B-52H realizava operações rotineiras no espaço aéreo internacional segundo o princípio da liberdade de navegação e de voo. Em 20 de março, o B-52H teve um encontro ordinário com um Su-27 russo que efetuava operações sobre o mar Báltico", esclareceu o porta-voz do Pentágono.

Pahon acrescentou que o Su-27 não expulsou o B-52H, que conseguiu completar a sua missão.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo de caças russos escoltando um bombardeiro estratégico americano Boeing B-52H sobre as águas neutras do mar Báltico. Segundo o comunicado, dois caças Su-27 levantaram voo para identificar e acompanhar a aeronave dos EUA.

De acordo com o Ministério, após o B-52H ter mudado de trajetória, distanciando-se da f…

China se tornaria novo inimigo da Nova Zelândia?

Nova Zelândia comprará quatro aviões de patrulha marítima norte-americanos Boeing P-8A Poseidon para substituir os seis Lockheed P-3K2 Orion que foram incorporados na sua Força Aérea nos anos 60, anunciou o ministro da Defesa neozelandês Ron Mark.


Sputnik

"Graças a esta aquisição, a Força de Defesa poderá continuar as missões de vigilância marítima, proteção de recursos, ajuda humanitária e resposta a desastres ao largo da Nova Zelândia e no Pacifico Sul", declarou ele.


Aeronave da Marinha dos EUA, P-8A Poseidon, produzida pela Boeing
Boeing P-8A Poseidon © AFP 2018 / CARL COURT / AFP

O ministro lembrou que "as patrulhas marítimas dos Orion contribuíram para salvar 119 vidas na região nos últimos sete anos".

O valor do contrato será de cerca de 2,35 bilhões de dólares neozelandeses ou 1,6 bilhões de dólares.

Segundo as previsões, os Boeing P-8A Poseidon entrarão em serviço em 2023.

A compra dos Poseidon, amplamente considerado como o avião mais avançado do mundo na guerra antissubmarino, indica a disposição da Nova Zelândia de ajudar seus aliados a conter Pequim no mar do Sul da China, afirmaram os analistas citados pela Reuters.

A notícia sobre a compra dos quatro Boeing P-8A Poseidon chegou depois de uma declaração das autoridades da Nova Zelândia que a crescente influência da China no Pacifico Sul poderia minar a estabilidade na região.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas