Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Classe Tamandaré: empresa ucraniana detalha proposta

O Jane’s noticiou que a empresa estatal ucraniana Ukrinmash, parte do conglomerado Ukroboronprom, está propondo uma versão da sua corveta Project 58250 para o programa de aquisição de corvetas classe Tamandaré da Marinha do Brasil.


Poder Naval

A proposta brasileira, conhecida como corveta projeto 58300 “Amazonas”, é uma versão do projeto ucraniano de referência 58280 do Centro Estatal de Construção Naval e Pesquisa baseado em Nikolayev (Mykolaiv), adaptado para atender às exigências brasileiras.

Projeto 58300 Amazonas da Ukrinmash
Projeto 58300 Amazonas da Ukrinmash

A Ukrinmash se uniu ao estaleiro estatal brasileiro Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ) em sua tentativa de ganhar o projeto de quatro navios da classe Tamandaré, que tem um orçamento atual de R$ 2 bilhões (US$ 518,5 milhões).

A Ukrinmash disse ao Jane’s que, se selecionada, está pronta para entregar o navio como propriedade intelectual da Marinha do Brasil.

Outras empresas participantes da proposta ucraniana incluem a Atlas Elektronik, Rohde & Schwarz, Thales, Leonardo, Zeppelin, Caterpillar, Chernomorsky Shipbuilding Yard, Transas, State Research & Design Shipbuilding Center, China Precision Machinery Import and Export Corporation, Mykolayiv Shipyard, Zorya-Mashproekt Gas Turbine Research and Development Complex e Yuzhnoye State Design Office.

A Ukrinmash está propondo o sistema de gerenciamento de combate da série Thales Nederland TACTICOS (CMS) para a corveta.

As principais características do projeto incluem um deslocamento total de 2.650 toneladas, um comprimento de 112 m, boca de 13,5 m, alcance de até 4.000 milhas náuticas a 14 nós, velocidade máxima de 30 nós, bem como um hangar e plataforma de voo para apoiar as operações de um helicóptero de tamanho médio de até 11 toneladas. A acomodação poderá receber uma tripulação de 110. A autonomia é de até 30 dias.

O sistema de armas e sensores inclui:
  • dois lançadores quádruplos de mísseis superfície-superfície, 
  • um lançador vertical para mísseis superfície-ar, 
  • um sistema de canhão de 76 mm, 
  • dois canhões de 35 mm, 
  • dois lançadores triplos de torpedos de 324 mm; 
  • dois reparos de metralhadoras de 12,7 mm; 
  • lançadores de chaff e flare; 
  • Radares de vigilância 3D de médio e longo alcance; 
  • sonares montados no casco e rebocados; 
  • um sistema de passadiço integrado; 
  • um diretor de controle de tiro; 
  • equipamentos de comunicação, navegação e guerra eletrônica; 
  • um radar de direção de tiro de longo alcance; e 
  • sistemas de vigilância eletro-ópticos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas