Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Destróieres ingleses Type 45 passaram 76% do ano de 2017 no porto

Foram obtidas mais informações sobre a disponibilidade dos destróieres Type 45 da Marinha Real Britânica (Royal Navy).


Poder Naval

Os destróieres da classe “Daring” ficaram atracados a maior parte do ano de 2017, gastando 76% do ano no porto (1.671 dias em porto, do total de 2.190 dias).

Destróieres Type 45 no porto
Quatro destróieres Type 45 atracados

A disponibilidade em 2018 também não está muito melhor. Os dados foram divulgados pelo MoD sob a Lei de Liberdade de Informação (FOI).

Os destróieres da classe “Daring” projetados e construídos pela BAE Systems foram afetados por problemas de disponibilidade ligados ao sistema de propulsão elétrica do navio de guerra, e um dos navios teve que retornar para casa após um desdobramento no Oriente Médio em 2017, após um problema técnico com um eixo de hélice.

A tabela abaixo mostra os navios da classe “Daring” e a quantidade de dias que os navios permaneceram no porto por ano.

Em março de 2018, Ministério da Defesa do Reino Unido anunciou um contrato de £ 160 milhões com a BAE Systems para atualizar o sistema de geração de energia e propulsão instalado nos destróieres Type 45.

O Projeto de Melhoria de Energia (Power Improvement Project – PIP) aumentará a resiliência da classe Type 45, instalando fontes adicionais de geração de energia em cada navio. Entregue como um grande projeto de conversão, o PIP substituirá os dois geradores existentes por três unidades maiores capazes de fornecer a propulsão dos navios de forma adequada.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas