Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Devido a erros de cálculos, novo submarino espanhol S-80 Plus não cabe na doca

O novo submarino espanhol, cuja construção é feita pela empresa Navantia e foi encomendada pelo Ministério da Defesa, enfrentou o sério problema de não caber na doca, informa o jornal El País.


Sputnik

Primeiramente no projeto, que começou a ser desenvolvido em 2005, foram feitos erros nos cálculos. Com 71 metros de comprimento e deslocamento de 2.200 toneladas, o S-80 poderia não emergir após a submersão.

Novo submarino S-80 Plus da Marinha espanhola não cabe na doca da base naval de Cartagena

O Ministério da Defesa espanhol contratou em 2013, por 14 milhões de euros (quase 63 milhões de reais), a empresa americana Electric Boat, que emitiu a conclusão que era necessário aumentar o comprimento do submarino em dez metros, o que aumentou o deslocamento à superfície para 3.200 toneladas. O modelo revisado foi chamado de S-80 Plus.

No entanto, agora com novas dimensões, ele não pode se acomodar nas docas da base naval de Cartagena, que são projetadas para um comprimento máximo de 78 metros.

Agora, o maior problema para o Ministério da Defesa é conseguir dinheiro para expandir as docas. A reestruturação custará 16 milhões de euros (aproximadamente 71 milhões de reais).

O custo inicial do projeto para a construção de quatro submarinos foi estimado em 2,1 bilhões de euros (9,4 bilhões de reais), mas com todas as alterações o novo custo é estimado em 3,9 bilhões de euros (17,4 bilhões de reais).

Postar um comentário

Postagens mais visitadas