Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Donetsk: Forças Armadas ucranianas atacam posições de unidades nacionalistas em Donbass

As Forças Armadas da Ucrânia atacaram as posições da organização extremista Setor de Direita (proibida na Rússia) e da unidade neonazista Batalhão Azov, informou a assessoria de imprensa do comando operacional da autoproclamada República Popular de Donetsk.


Sputnik

O incidente ocorreu na povoação de Lebedinskoe, que fica no território controlado por Kiev. Os disparos causaram a morte de três integrantes das organizações nacionalistas, mais cinco ficaram feridos.

Soldados ucranianos sobre o veículo blindado no Leste da Ucrânia
Tropa ucraniana © AFP 2018 / ALEXANDER KHUDOTEPLY

Segundo detalhou o porta-voz do comando operacional de Donetsk, Daniil Beznosov, as unidades nacionalistas foram colocadas em estado de máxima prontidão de combate.

Além disso, instrutores estrangeiros chegaram às posições do Setor de Direita para treinar os combatentes a resistirem a provocações armadas por parte das Forças Armadas da Ucrânia. Ao convidar instrutores, o comando do Setor de Direita garante dessa forma que as tropas ucranianas não atacarão as zonas onde se encontram cidadãos estrangeiros, explicou Beznosov.

Anteriormente, um representante das Forças Armadas da Ucrânia afirmou que na zona de combate em Donbass só podem estar militares regulares. Porém, a decisão de retirar da região as unidades nacionalistas resultou em confrontos com estas últimas.

Azov é um dos assim chamados batalhões de voluntários, que eram financiados por fontes privadas e participaram da operação militar em Donbass. Posteriormente, as autoridades ucranianas declararam que no país não devem existir grupos armados irregulares, propondo que passassem a fazer parte das Forças Armadas ucranianas.

O Setor de Direita é uma unidade ucraniana de organizações radicais nacionalistas que desde 2014 é considerado na Rússia organização extremista proibida.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas