Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

Embaixador russo: eliminação de terroristas no sul da Síria é questão de dias

O Embaixador da Rússia na Síria, Aleksandr Kinshak, disse que a liquidação completa dos terroristas no sul do país árabe deve acontecer em poucos dias.


Sputnik

"No início do mês passado foi iniciada a operação antiterrorista no sudeste do país, que se desenvolve com sucesso e está perto do fim. O objetivo de eliminar as organizações terroristas já é questão de semanas ou mesmo dias. Porque tudo está evoluindo muito rápido. Nesse ritmo, a Síria ficará livre no futuro próximo", disse Kinshak.

Soldados do Exército Sírio em um BMD-1 no campo de refugiados palestinos liberados de Yarmouk, ao sul de Damasco
Tropas sírias © Sputnik / Mikhail Voskresenskiy

O diplomata também afirmou que Rússia e EUA podem cooperar na Síria após o fim dos conflitos.

"Isso [retorno à paz] exigirá uma reconstrução complexa de toda a economia síria após o conflito, bem como do setor social. O governo síria está cuidando disso… mas essa é só uma gota no oceano. Será necessária ajuda externa. Aqui a Rússia e os EUA, se entrarem em um acordo, podem fazer muito", disse o embaixador em entrevista à emissora Rossiya 24.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas