Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Embaixadora na ONU: Rússia 'nunca será amiga' dos EUA

A embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, afirmou em entrevista ao canal CBN que Washington não confia em Moscou e "nunca irá" confiar.


Sputnik

"Não cofiamos na Rússia, não confiamos em Putin, nunca iremos", disse Haley ao canal. "Eles nunca serão nossos amigos. É simplesmente um fato", acrescentou.

Embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, em reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a Síria, na sede da ONU em Nova York
Embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley © AFP 2018 / Jewel SAMAD

Ao mesmo tempo, a diplomata sublinhou a importância do encontro entre os presidentes Vladimir Putin e Donald Trump e afirmou estar contente com a política de Washington em relação a Moscou.

Haley fez um discurso semelhante em abril dizendo que apesar da Rússia não ser amiga dos EUA, isso não significa que Washington não quer cooperar.

Na segunda-feira passada (16), Putin e Trump realizaram a primeira cúpula formal na capital finlandesa de Helsinque, onde as negociações duraram quatro horas no total.

Após o fim do encontro, Putin disse que as partes abordaram quase todos os assuntos bilaterais e até chegaram a acordos em certas questões. O líder norte-americano também avaliou positivamente a cúpula com o homólogo russo, frisando que os laços entre Moscou e Washington são importantes para todo o mundo.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas