Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

EUA estariam tentando vender seus Patriot à Turquia para impedir compra de S-400 russos?

Os Estados Unidos tem tentado dissuadir a Turquia de comprar os sistemas de defesa antiaérea S-400 à Rússia, argumentando que Moscou poderia usá-los para obter as características secretas dos caças norte-americanos de 5ª geração F-35, que a Turquia também está adquirindo.


Sputnik

Enquanto isso, a vice-secretária de Estado interina para Assuntos Político-Militares, Tina Kaidanow, vem discutindo a possibilidade de vender a Ancara sistemas de defesa aérea americanos Patriot, informou a Reuters.

Sistema de mísseis Patriot
Patriot © AFP 2018 / KIM JAE-HWAN

Kaidanow está atualmente no salão aéreo de Farnborough, no Reino Unido, negociando acordos comerciais com seus aliados, mas não está claro o que ela falou com os representantes turcos.

"[Estamos] tentando dar a entender aos turcos o que podemos fazer em relação aos Patriot", disse Kaidanow aos jornalistas no show aéreo, citada pela Reuters.

Segundo a vice-secretária, o objetivo dos EUA é assegurar que os sistemas de defesa obtidos por seus aliados continuem "apoiando as relações estratégicas" entre Washington e os parceiros.

Os Estados Unidos têm tentado convencer a Turquia a abdicar de seu contrato de compra de sistemas S-400 russos, firmado em dezembro de 2017, não têm tido muito sucesso até agora. O Congresso norte-americano aprovou uma lei bloqueando a entrega de caças F-35 à Turquia enquanto o Pentágono não receber um relatório provando que os S-400 russos não representam ameaça para os seus aviões.

Ancara, por sua parte, condenou o passo dos EUA, afirmando que cumpriu todas as suas obrigações para receber os F-35 e já começou a pagar pelo fornecimento.

Comentários

Postagens mais visitadas