Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Exército israelense realiza nova onda de incursões na Cisjordânia

As forças militares israelenses realizaram hoje novas incursões por toda Cisjordânia, que concluíram com a detenção de oito palestinos, divulgou hoje a Sociedade de Prisioneiros Palestinos.


Prensa Latina
Ramallah - De acordo com essa organização não governamental (ONG), as tropas sionistas irromperam em uma moradia na cidade de Al-Khader, ao sul de Belém, e prenderam um de seus residentes após saquear a casa de sua família; tratava-se de um jovem de 27 anos, que já tinha sido prisioneiro em cárceres israelenses.

Resultado de imagem para soldados israel cisjordania
Vários soldados de Israel golpeiam um palestino desarmado na Cisjordania | RT

A Sociedade de Prisioneiros Palestinos divulgou também a prisão de outros dois residentes no distrito de Belém, no sul da Cisjordânia.

Igualmente, as forças castrenses realizaram uma incursão em grande escala no campo de refugiados de Jenin, onde prenderam um palestino; assim como na aldeia de Faqqua - ao norte do acampamento - em uma operação que culminou com a detenção de outros dois cidadãos.

A ONG detalhou que outro palestino teve o mesmo destino na comunidade de Dhannaba, na cidade de Tulkarem; e um oitavo foi preso no distrito de Jerusalém.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, declarou ontem que as ações desse tipo aumentarão, bem como a intensidade dos ataques armados contra objetivos militares da organização Hamas na faixa de Gaza, onde neste domingo morreram pelo menos dois adolescentes palestinos devido aos bombardeios israelenses.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas