Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Exército israelense realiza nova onda de incursões na Cisjordânia

As forças militares israelenses realizaram hoje novas incursões por toda Cisjordânia, que concluíram com a detenção de oito palestinos, divulgou hoje a Sociedade de Prisioneiros Palestinos.


Prensa Latina
Ramallah - De acordo com essa organização não governamental (ONG), as tropas sionistas irromperam em uma moradia na cidade de Al-Khader, ao sul de Belém, e prenderam um de seus residentes após saquear a casa de sua família; tratava-se de um jovem de 27 anos, que já tinha sido prisioneiro em cárceres israelenses.

Resultado de imagem para soldados israel cisjordania
Vários soldados de Israel golpeiam um palestino desarmado na Cisjordania | RT

A Sociedade de Prisioneiros Palestinos divulgou também a prisão de outros dois residentes no distrito de Belém, no sul da Cisjordânia.

Igualmente, as forças castrenses realizaram uma incursão em grande escala no campo de refugiados de Jenin, onde prenderam um palestino; assim como na aldeia de Faqqua - ao norte do acampamento - em uma operação que culminou com a detenção de outros dois cidadãos.

A ONG detalhou que outro palestino teve o mesmo destino na comunidade de Dhannaba, na cidade de Tulkarem; e um oitavo foi preso no distrito de Jerusalém.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, declarou ontem que as ações desse tipo aumentarão, bem como a intensidade dos ataques armados contra objetivos militares da organização Hamas na faixa de Gaza, onde neste domingo morreram pelo menos dois adolescentes palestinos devido aos bombardeios israelenses.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas