Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Exército sírio toma controle sobre fronteira com Jordânia

O exército sírio tomou sob controle a fronteira com a Jordânia, a província de Daraa está praticamente livre dos terroristas. A operação foi efetuada com um número mínimo de perdas, afirmou nesta quinta-feira (12) a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova.


Sputnik

De acordo com ela, no sudoeste da Síria está começando a última fase de limpeza da província de Daraa e Quneitra dos terroristas.

Soldados do exército sírio em seus caminhões militares gritando lemas em apoio ao presidente sírio Bashar Assad, entrando em uma aldeia perto da cidade de Jisr al-Shughour, ao norte de Damasco, Síria (foto de arquivo)
Militares sírios © AP Photo

"No momento, a província de Daraa está praticamente toda livre dos terroristas, foi fechado um acordo sobre regularização da situação nos quarteirões do sul e sudeste do centro administrativo de Daraa, que por mais de sete anos permaneceram sob controle das formações armadas ilegais", assinalou Zakharova durante o briefing.

"O exército sírio tomou sob controle a fronteira com a vizinha Jordânia, assegurando assim a possibilidade de reabertura do tráfego pela rodovia internacional Beirute-Damasco-Amã. A libertação do sudoeste [da Síria] foi efetuada com um número mínimo de perdas", acrescentou a representante do ministério russo.

Maria Zakharova destacou também que tal foi possível graças aos acordos firmados com as unidades da oposição armada que se separaram da Frente al-Nusra e do Daesh (organizações terroristas proibidas na Rússia e em vários outros países).

Além disso, a representante da chancelaria enfatizou o "papel especial" dos oficiais russos do Centro Russo de Reconciliação, bem como da polícia militar, nos últimos avanços do exército da Síria.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas