Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que alguns países ocidentais não querem libertação de Idlib?

A libertação de Idlib marcará a vitória total das forças governamentais e o fracasso dos planos de países ocidentais de derrubar as autoridades legítimas sírias.
Sputnik

No entanto, segundo Pierre Le Corf, ativista francês que vive em Aleppo, a tarefa não será fácil. 


"Será muito difícil libertar Idlib, porque todas as forças da coalizão lideradas pelos EUA e governos [ocidentais] envolvidos na guerra até o momento se opõem à libertação da província", disse Le Corf à Sputnik França.

Ele comentou que assim que a província síria de Idlib for libertada, terá que "libertar as zonas ocupadas ilegalmente pelos EUA, França e até pela Itália no norte do país". Por esse motivo, nenhum desses países quer a libertação da província.

Le Corf salientou que a intenção de manter o status atual poderia levar a "um massacre da população civil de Idlib", referindo-se às múltiplas advertências dos militares sírios e russos sobre a possível encenação de ataques químicos com o prop…

Fonte: exército sírio prepara grande ofensiva para libertar Idlib de grupos terroristas

O exército sírio está preparando uma grande operação para libertar a província de Idlib dos terroristas, disse à Sputnik uma fonte militar síria.


Sputnik

As tropas sírias estão enviando munições e equipamento militar ao norte do país, para perto dos limites da província de Idlib, comunicou a fonte à Sputnik Árabe.

Soldados do Exército sírio na província de Idlib (foto de arquivo)
Militar sírio em Idlib © Sputnik / Ilia Pitalev

"As tropas estão recebendo informações de que os terroristas no norte do país estão se preparando para realizar ataques contra o exército sírio. Já foram tomadas todas as medidas necessárias para reforçar as posições das tropas, agora estas podem repelir toda uma série de possíveis ataques", disse a fonte.

Segundo o interlocutor, unidades do exército sírio estão se deslocando em direção ao norte da província de Hama. Na próxima etapa, planeja-se iniciar uma ofensiva contra as posições dos terroristas do grupo Jaysh al-Izza nas povoações como Kafr Zita, al Lataminah, Latmin, Zakat Arbaen, al Lahaya e Maarkabah.

As forças terroristas na província de Idlib se encontram enfraquecidas por conflitos internos. Ao longo dos últimos oito meses, em resultado de vários confrontos entre grupos de combatentes, quase oito mil radicais foram mortos. Em sua maior parte, são integrantes dos grupos Tahrir al-Sham e Frente Fatah al-Sham.

Na província síria de Idlib permanecem grupos radicais muito diversos. Anteriormente, os especialistas já tinham afirmado que grupos tão diferentes não poderiam coexistir em paz no mesmo território.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas