Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Forças israelenses detêm 12 palestinos na Cisjordânia

Forças israelenses detiveram terça-feira pelo menos 12 palestinos e apreenderam dinheiro durante vários ataques à madrugada que provocaram confrontos em toda a Cisjordânia.


Pars Today

As forças do regime usurpador detiveram dois palestinos depois de atacarem as casas de suas famílias na cidade de Belém, na Cisjordânia, informou a Agência de Notícias da Palestina, a WAFA.

Forças israelenses detêm 12 palestinos na Cisjordânia
Reprodução

Eles também invadiram a cidade de al-Khader, ao sul de Belém, onde detiveram cinco palestinos.

No distrito de Al-Khalil, as forças realizaram uma incursão na vila de Deir al-Asal, na cidade de West of Dura, saqueando uma casa e detendo uma mulher.

Várias horas depois, tropas israelenses invadiram a cidade de Beit Ummar, ao norte de Al-Khalil, saqueando as casas de dois prisioneiros e apreendendo a soma de 5.000 shekels israelenses.

Mohammad Awad, um ativista da mídia local, disse que o ataque provocou confrontos durante os quais soldados abriram fogo contra jovens que tentaram bloquear sua passagem e voluntariamente dispararam três tiros vivos em uma casa, quebrando a janela, mas sem causar nenhum ferimento.

No distrito de Ramallah, soldados invadiram a aldeia de Abu Sheikhdem, a noroeste da cidade de Ramallah, onde saquearam uma casa depois de quebrar a porta.

Confrontos semelhantes irromperam na cidade vizinha de Birzeit quando as tropas saíram de Abu Shkheidem. Nenhum ferimento foi relatado.

No distrito de Nablus, forças invadiram a cidade de Beita, no sul da cidade, detendo dois palestinos.

Eles também realizaram um ataque semelhante na vila de Madama, ao sul de Nablus, detendo um ex-prisioneiro.

Outro palestino teria sido detido no bairro da cidade de Nablus, em Jabal al-Shamali.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas