Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pentágono nega que avião russo tenha 'expulsado' bombardeiro americano do Báltico

O Pentágono não concorda que o bombardeiro estratégico norte-americano B-52H tenha sido expulso por um caça russo Su-27 sobre o mar Báltico, comunicou à Sputnik o representante da entidade militar americana Eric Pahon.
Sputnik

"O avião da Força Aérea dos EUA B-52H realizava operações rotineiras no espaço aéreo internacional segundo o princípio da liberdade de navegação e de voo. Em 20 de março, o B-52H teve um encontro ordinário com um Su-27 russo que efetuava operações sobre o mar Báltico", esclareceu o porta-voz do Pentágono.

Pahon acrescentou que o Su-27 não expulsou o B-52H, que conseguiu completar a sua missão.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo de caças russos escoltando um bombardeiro estratégico americano Boeing B-52H sobre as águas neutras do mar Báltico. Segundo o comunicado, dois caças Su-27 levantaram voo para identificar e acompanhar a aeronave dos EUA.

De acordo com o Ministério, após o B-52H ter mudado de trajetória, distanciando-se da f…

Forças sírias derrubam avião israelense

Os sistemas de defesa aérea da Síria atingiram um avião da Força Aérea de Israel que realizava ataques contra a base aérea de T-4 na província de Homs.


Sputnik

Anteriormente, a agência de notícias síra SANA informou sobre o ataque israelense à base T-4, durante o qual a defesa aérea síria teria derrubado vários mísseis para repelir o ataque.

Resultado de imagem para f-15 israel
F-15 israelense | Reprodução

"Sistemas de defesa aérea repeliram a agressão israelense, derrubando vários mísseis e atingindo um dos aviões de ataque, forçando os outros a deixarem o espaço aéreo", informou a agência.

Não foi o primeiro ataque à base síria. Na noite de 9 de abril, aeronaves israelenses atacaram a base aérea síria de Tifor, localizada na província síria de Homs. Segundo o Ministério da Defesa da Rússia, dois caças F-15 dispararam oito mísseis, três dos quais atingiram o alvo e cinco foram abatidos. Os conselheiros russos não sofreram durante o ataque. A agência oficial da Síria SANA informou que, como resultado do bombardeio, várias pessoas foram mortas e feridas.

Em resposta ao ataque à base T-4 no início de maio, vários mísseis foram disparados contra posições de Israel nas colinas de Golã. Em 10 de maio, aeronaves israelenses atacaram dezenas de alvos na Síria. Os militares explicaram que foi uma resposta ao foguete do Irã nas colinas de Golã.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas