Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Guterres quer punição para autores de ataques que mataram mais de 200 na Síria

Secretário-geral expressa choque com “total desrespeito pela vida humana” mostrado pelo grupo terrorista Isil; segundo agências de notícias, funerais em massa estão sendo realizados na cidade de Sweida, no sudoeste da Síria.


ONU

O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou com veemência os ataques terroristas ocorridos esta quarta-feira na cidade de Sweida, na Síria.

Sede do Acnur em Sweida | Acnur/Q. Al Azroni

Segundo agências de notícias, mais de 200 pessoas morreram. Nesta quinta-feira, estão sendo realizados funerais em massa na província, que fica no sudoeste do país.

Atentados Suicidas

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, António Guterres disse estar chocado com o total desrespeito pela vida humana mostrado pelo grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, que assumiu a autoria dos atentados.

Os ataques, aparentemente coordenados, incluíram atentados suicidas realizados em várias aldeias sírias e na capital da província de Sweida.

O chefe da ONU expressou solidariedade às famílias das vítimas e desejou rápida recuperação dos feridos.

A nota destaca ainda que os responsáveis pelos ataques devem ser responsabilizados.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas