Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Hamas intensifica exercícios de tropas em meio a tensões crescentes com Israel, diz mídia

O movimento Hamas da Faixa de Gaza intensificou os treinamentos de seus militares frente a um possível conflito com Israel, informou a emissora israelense Kan.


Sputnik

Segundo a mídia, isso pode significar que o Hamas está se preparando para um conflito de grande escala com Israel, que recentemente implantou seu sistema de defesa antimíssil Iron Dome ao longo de suas fronteiras no sul do país.

Militantes do Hamas em Gaza
Militantes do Hamas em Gaza © AP Photo / Khalil Hamra

O relatório da Kan supõe que no último mês o Hamas está em estado de alta alerta.

A emissora Channel 2 News também informou que o Hamas voltou a deslocar suas forças ao longo da fronteira com Israel desde maio, quando começaram conflitos de grande escala. O deslocamento das forças, segundo a mídia, pode sinalizar que o movimento terrorista esteja interessado em retomar o controle sobre o território perto da fronteira.

Além disso, o deslocamento pode ter como objetivo manter a paz na região, impedindo que manifestantes incentivem violência contra Israel.

O exército israelense, no entanto, espera que o Hamas não recorra à força e opte pelo melhoramento da situação humanitária na Faixa de Gaza.

Na quinta-feira passada (5), o Ministério da Defesa israelense anunciou ter testado com sucesso seu sistema de defesa antimíssil Iron Dome desde a base aérea de Palmachim, localizada perto da Faixa de Gaza. Durante o teste, foram lançados vários tipos de alvos simulando ameaças que proveem de Gaza, relatou Jerusalem Post.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas