Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Imprensa norte-americana nomeia 'maior desvantagem' do MiG-29

A modernização dos caças MiG-29 para MiG-29M e MiG-29SMT assegurará às aeronaves uma aviônica ao nível dos Su-27 modernos, contudo, é muito dispendiosa, escreveu a revista norte-americana The National Interest.


Sputnik

"Este é o problema do MiG-29. Embora seja capaz de atingir o mesmo nível de funcionalidade que o Su-27, os gastos com sua modernização até este nível aproximam o custo do avião ao preço da versão modernizada do Su-27", acredita o autor da matéria, Charlie Gao.

Caça russo MiG-29 (foto de arquivo)
MiG 29 © Sputnik / Vladimir Astapkovich

De acordo com ele, inicialmente o MiG-29 era fabricado na URSS como um caça de quarta geração destinado para ser exportado, proporcionando funções limitadas em comparação com o Su-27. Contudo, o alto custo da modernização priva o MiG-29 das vantagens perante o Su-27.

"Quando o MiG-29 se estreou pela primeira vez nos anos 80, tinha sido planejado como um caça ligeiro, que pudesse ser adquirido em grande número por um preço menor que o Su-27", assinalou Gao.

Em maio deste ano, o presidente da Corporação Unida de Construção Aeronáutica (UAC) russa, Yuri Slyusar, anunciou o início dos testes de voo estatais do caça multifuncional MiG-35 de geração 4++. Acredita-se que os testes demorem cerca de dois anos até que a aeronave seja lançada em produção.

O MiG-35 está sendo elaborado sobre a plataforma bastante melhorada do MiG-29. O MiG-35 é considerado por seus desenvolvedores como uma fase transitiva para a aviação de quinta geração.

Comentários

Postagens mais visitadas