Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que alguns países ocidentais não querem libertação de Idlib?

A libertação de Idlib marcará a vitória total das forças governamentais e o fracasso dos planos de países ocidentais de derrubar as autoridades legítimas sírias.
Sputnik

No entanto, segundo Pierre Le Corf, ativista francês que vive em Aleppo, a tarefa não será fácil. 


"Será muito difícil libertar Idlib, porque todas as forças da coalizão lideradas pelos EUA e governos [ocidentais] envolvidos na guerra até o momento se opõem à libertação da província", disse Le Corf à Sputnik França.

Ele comentou que assim que a província síria de Idlib for libertada, terá que "libertar as zonas ocupadas ilegalmente pelos EUA, França e até pela Itália no norte do país". Por esse motivo, nenhum desses países quer a libertação da província.

Le Corf salientou que a intenção de manter o status atual poderia levar a "um massacre da população civil de Idlib", referindo-se às múltiplas advertências dos militares sírios e russos sobre a possível encenação de ataques químicos com o prop…

Israel ataca palestinos por lançarem balões incendiários através da fronteira

No domingo (15), a aviação de Israel atacou os palestinos do Hamas que teriam lançado balões incendiários desde a Faixa de Gaza.


Sputnik

Fontes no exército israelense, citadas pelo jornal Haaretz, confirmaram as informações sobre o ataque e detalharam em comunicado que "uma aeronave das Forças de Defesa de Israel" atacou os membros do Hamas que "lançaram balões incendiários" em direção ao seu território "desde a parte norte da Faixa de Gaza". Destaca-se que o ataque com balões não provocou vítimas.

Caça F-15 da Força Aérea Israelense
F-15 israelense | CC BY-SA 2.0 / Embaixada dos EUA em Tel Aviv / DSC_0461

Os militares israelenses recomeçaram os ataques aéreos contra alvos do Hamas na Faixa de Gaza no sábado (14) à tarde em decorrência de desordens na fronteira, durante as quais dois palestinos, incluindo um adolescente, foram mortos e dezenas ficaram feridos.

Segundo o representante do Exército israelense Jonathan Konrikus, os militantes palestinos lançaram neste sábado (14), a partir da Faixa de Gaza, pelo menos 20 foguetes e minas contra o sul de Israel.

No entanto, depois desses violentos combates, em 14 de julho, Hamas e Israel atingiram um cessar-fogo.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas