Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Israel evacua Capacetes Brancos do sul da Síria

O exército israelense anunciou ter retirado os ativistas de uma "organização não governamental" local não identificada e membros de suas famílias a pedido dos EUA e países europeus.


Sputnik

A imprensa estrangeira informou recentemente que os países ocidentais planejam transferir cerca de 1.000 ativistas dos Capacetes Brancos, organização que têm como objetivo salvar civis em zonas de combate, mas é acusada por Damasco de praticar atividades extremistas.

Capacetes Brancos na Síria, 5 de outubro de 2016 (foto de arquivo)
Capacetes brancos na Síria © AFP 2018 / Sameer Al-Doumy

"Segundo a ordem do governo de Israel e a pedido dos Estados Unidos e países europeus, as Forças de Defesa de Israel conduziram uma operação humanitária para resgatar os integrantes de uma organização não governamental síria e suas famílias", comunicou o serviço de imprensa do Exército.

"Os civis foram evacuados da zona de combate no sul da Síria devido à existência de ameaça imediata às suas vidas", acrescentaram os militares.

O controle da região sul da Síria, que faz fronteira com Israel, tem vindo a passar gradualmente para as forças governamentais sírias que, por meio da força e negociações, estão expulsando de lá as forças de oposição.

O Exército informou que os sírios retirados foram enviados para um "país vizinho". Segundo o portal Ynet, trata-se da Jordânia, para onde cerca de 800 pessoas foram enviadas.

Os Capacetes Brancos se definem como uma ONG politicamente neutra, dedicada à proteção de civis na Síria. No entanto, nos vídeos em que os Capacetes Brancos resgatam crianças de locais em ruínas, também são mostradas imagens com os mesmos ativistas empunhando armas. Em outras imagens, os Capacetes Brancos aparecem manipulando vídeos e ditando a vítimas do conflito sírio o que devem dizer em frente às câmeras.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia classificou a atividade dos Capacetes Brancos como elemento de uma grande campanha de informação para denegrir as autoridades da Síria. Por sua vez, o presidente sírio, Bashar Assad, afirmou que os Capacetes Brancos são de fato defensores da Al-Qaeda (organização terrorista proibida na Rússia).

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas