Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

Lavrov exige que Estados Unidos libertem estudante russa acusada de espionagem

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou em uma conversa telefônica com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que a russa Maria Butina foi presa sob acusações falsas e pediu sua libertação imediata.


Sputnik

Sergei Lavrov sublinhou "a inaceitabilidade das ações das autoridades dos EUA, que prenderam a cidadã russa Maria Butina com base em acusações falsas, além da necessidade de sua libertação antecipada", disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia em um comunicado.

Maria Butina (Archivbild)
Maria Butina © REUTERS / Russian Federation/Handout

O ministro e o secretário de Estado também "discutiram a situação na Síria, incluindo a possível interação da Rússia e dos Estados Unidos com outros países para resolver problemas humanitários e as tarefas associadas aos esforços para promover a desnuclearização da Península coreana", continua a Pasta no texto.

Segundo o ministério, "após a cúpula russo-americana em Helsinque, em 16 de julho, os ministros das Relações Exteriores trocaram opiniões sobre as perspectivas de aprofundamento das relações entre nossos países, com vistas à sua normalização em bases iguais e mutuamente benéficas".

No dia 15 de julho, autoridades norte-americanas prenderam Butina, de 29 anos, e acusaram-na de conspiração e atuação ilegal como agente estrangeira. Apesar de negar as acusações, a cidadã russa pode pegar até 15 anos de prisão.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas