Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Mesmo com cessar-fogo, Israel bombardeia Gaza em resposta a ataque

O Exército israelense atingiu um lançador de morteiros na Faixa de Gaza em resposta ao disparo por parte de palestinos, disseram as Forças de Defesa de Israel (IDF) no domingo (15), horas depois de surgirem notícias sobre o acordo de cessar-fogo alcançado pelas forças israelenses e militantes palestinos.


Sputnik

"Após relatos sobre uma sirene no Conselho Regional de Eshkol, dois morteiros foram lançados de Gaza em Israel. Em resposta, o IDF atacou o lançador de onde os morteiros foram disparados", escreveu o IDF no Twitter.

Bandeira de Israel
Bandeira de Israel © Sputnik / Vladimir Astapkovich

Uma hora depois, o IDF informou sirenes em Sderot, dizendo que outros dois foguetes foram disparados de Gaza.

O exército disse que um dos foguetes foi interceptado pelo sistema de defesa aérea Iron Dome. O chefe da Diplomacia do IDF informou mais tarde que um dos foguetes lançados a partir de Gaza atingiu uma sinagoga.

A troca de fogo aconteceu em meio a relatos sobre o acordo de cessar-fogo entre Israel e grupos armados na Faixa de Gaza, que surgiram na madrugada de sábado. O acordo teria sido negociado pelo Egito.

As ações militares aumentaram na área na madrugada de sábado, quando a Força Aérea de Israel começou a atingir alvos de militantes na Faixa de Gaza. O bombardeio seguiu os distúrbios na fronteira de sexta-feira. A situação levou à maior escalada entre os lados nos últimos anos.

A situação na fronteira de Gaza piorou em meados de maio depois que os EUA abriram sua embaixada em Jerusalém. Em 30 de março, a marcha chamada Grande Marcha do Retorno começou na fronteira. O lado israelense tem usado armas letais contra civis para reprimir os protestos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas