Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Mídia norte-americana encontra novo motivo para guerra nuclear

A desativação de satélites militares norte-americanos por uma nova aeronave de guerra eletrônica da Rússia pode provocar um ataque de retaliação com o uso de armas nucleares, reporta a revista The National Interest.


Sputnik

A revista norte-americana observa que essa possibilidade é prevista pelo projeto de uma nova Revisão da Política Nuclear, que permite o uso das armas nucleares pelos EUA como retaliação aos ataques cinéticos ou cibernéticos dos satélites norte-americanos. 

Ilyushin IL-22 PP
Ilyushin Il-22PP © Sputnik / Mikhail Voskresensky

"Se a Rússia pode realmente desligar a eletrônica dos satélites norte-americanos, e a Revisão da Política Nuclear de fato reflete a política dos EUA, a desativação do satélite pode ser interpretada como um ato militar, suficiente para justificar uma resposta nuclear", escreve a revista.

Anteriormente, a mídia informou que a Rússia está desenvolvendo um novo avião capaz de neutralizar os satélites de navegação e telecomunicações do adversário. Segundo disse a fonte, a aeronave irá substituir o modelo Ilyushin Il-22PP.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas