Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Militares russos ajudam a libertar oficiais sírios mantidos como reféns

Neste domingo (15), na cidade de Daraa, situada a 110 km de Damasco, foi iniciada com a presença da polícia militar russa a retirada dos radicais que não quiseram se entregar às autoridades sírias. Além disso, graças aos esforços dos militares russos, alguns oficiais sírios foram libertados.


Sputnik

15 ônibus retiraram 420 combatentes e seus familiares. A operação foi efetuada pelas forças de segurança sírias, pela polícia militar russa e pelo Crescente Vermelho Árabe Sírio. 

Militares sírios libertados em Daraa
Militares sírios libertados em Daraa | © SPUTNIK / FIRAS ALAHMAD

De acordo com a Sputnik Árabe, em Daraa foram libertados cinco militares sírios, mantidos como reféns pela organização terroristas Frente Al-Nusra (proibida na Rússia e em vários outros países). A libertação foi alcançada graças a uma trégua decidida com a assistência dos militares russos.

Depois de passarem por médicos, os oficiais libertados se encontraram com seus familiares. No momento, quatro dos reféns permanecem em estado satisfatório e um foi levado ao hospital com a perna quebrada. Os reféns estavam nas mãos da Frente Al-Nusra desde junho do ano passado.

Desde junho de 2018, as tropas governamentais sírias restabeleceram controle sobre 85% do território da província de Daraa. No domingo (15), várias unidades oposicionistas sírias no oeste da região começaram a entregar suas armas às forças governamentais da Síria, depois da trégua alcançada.

Comentários

Postagens mais visitadas