Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA e Rússia revivem a Guerra Fria no Oriente Médio com duas cúpulas

Reuniões paralelas, na Polônia e na Rússia, representaram a revitalização do rompimento entre as potências sobre o Irã, a guerra na Síria e o conflito entre Israel e a Palestina
Juan Carlos Sanz e María R. Sahuquillo | El País
Sochi / Jerusalém - Em 1991, a Conferência de Madri estabeleceu um modelo para o diálogo multilateral no Oriente Médio após o fim da Guerra Fria, que havia colocado Washington contra Moscou na disputa pela hegemonia em uma região estratégica. Transcorridos mais de 27 anos, dois conclaves paralelos representaram nesta quinta-feira em Varsóvia (Polônia) e Sochi (Rússia) a revitalização do rompimento entre as potências sobre o Irã, a guerra na Síria e o conflito israelo-palestino. Os Estados Unidos e a Rússia, copresidentes em Madri em 1991, já não atuam mais como mediadores para aliviar as tensões e, mais uma vez, assumem um lado entre as partes conflitantes.

No fórum da capital polonesa, a diplomacia dos EUA chegou a um impasse ao reunir mais de 60 países em uma reu…

Ministério da Defesa russo: Defesas aéreas de Hmeymim abatem drone de militantes na Síria

Um drone lançado de uma área controlada por militantes foi detectado e destruído perto da base aérea de Hmeymim, na Síria, segundo o Centro para Reconciliação do Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

De acordo com o Centro Russo para Reconciliação na Síria, os militantes continuam a implantar drones perto da base aérea de Hmeymim, na Síria.

Aviões da Força Aeroespacial da Rússia na base de Hmeymim, Síria
Base aérea de Hmeymim © Foto: Ministério da Defesa da Rússia

"A partir do território ocupado por militantes, lançamentos de veículos aéreos não tripulados na direção da base aérea Hmeymim não param. Na noite de 21 de julho, o controle do espaço aéreo da base aérea russa Hmeymim detectou um drone lançado a partir do território controlado por formações armadas ilegais no norte da província de Latakia ", diz a declaração.

O Centro acrescentou que o drone foi destruído a uma distância suficiente da base aérea, portanto não houve vítimas nem danos materiais.

A Rússia lançou uma operação militar contra grupos terroristas na Síria em setembro de 2015, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad. Moscou também tem prestado ajuda humanitária aos moradores do país devastado pela guerra e também é uma garantidora do regime de cessar-fogo na Síria, junto com a Turquia e o Irã.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas