Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Ministério da Defesa russo: Defesas aéreas de Hmeymim abatem drone de militantes na Síria

Um drone lançado de uma área controlada por militantes foi detectado e destruído perto da base aérea de Hmeymim, na Síria, segundo o Centro para Reconciliação do Ministério da Defesa da Rússia.


Sputnik

De acordo com o Centro Russo para Reconciliação na Síria, os militantes continuam a implantar drones perto da base aérea de Hmeymim, na Síria.

Aviões da Força Aeroespacial da Rússia na base de Hmeymim, Síria
Base aérea de Hmeymim © Foto: Ministério da Defesa da Rússia

"A partir do território ocupado por militantes, lançamentos de veículos aéreos não tripulados na direção da base aérea Hmeymim não param. Na noite de 21 de julho, o controle do espaço aéreo da base aérea russa Hmeymim detectou um drone lançado a partir do território controlado por formações armadas ilegais no norte da província de Latakia ", diz a declaração.

O Centro acrescentou que o drone foi destruído a uma distância suficiente da base aérea, portanto não houve vítimas nem danos materiais.

A Rússia lançou uma operação militar contra grupos terroristas na Síria em setembro de 2015, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad. Moscou também tem prestado ajuda humanitária aos moradores do país devastado pela guerra e também é uma garantidora do regime de cessar-fogo na Síria, junto com a Turquia e o Irã.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas