Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Míssil de cruzeiro lançado de submarino russo Tomsk destrói 'adversário' (VÍDEO)

A Marinha da Rússia realizou com sucesso o lançamento do míssil de cruzeiro a partir do submarino Tomsk.


Sputnik

O canal de televisão russo Zvezda, compartilhou as imagens que mostram o lançamento do míssil de cruzeiro antinavio, que foi efetuado pela Frota do Pacífico nas águas do mar de Okhotsk.


Resultado de imagem para tomsk submarine
Submarino russo Tomsk | Reprodução


Durante os treinamentos, o míssil disparado atingiu o alvo que imitava o navio de um adversário convencional. Destaca-se que o alvo em questão encontrava-se à distância de 150 quilômetros do submarino.

Além disso, também participaram das manobras os caças MiG-31, drones de aviação marítima da Frota do Pacífico e aproximadamente uma dezena de navios de combate e outras embarcações adicionais.

O submarino russo Tomsk é capaz de transportar mais mísseis de cruzeiro que qualquer outro navio da Marinha da Rússia: no total, pode ser equipado com 24 mísseis antinavio P-700 Granit, capazes de atingir alvos na superfície à distância máxima de 650 km.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas