Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Moscou: Instabilidade no Oriente Médio é resultado de aventuras militares da OTAN

A instabilidade na região do Oriente Médio é resultado de aventuras militares dos aliados da OTAN, disse a representante do ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.


Sputnik

"A OTAN, notando a instabilidade na região do Oriente Médio e no Norte da África, bem como as ameaças que vêm dela, e expressando preocupação com o crescimento do terrorismo internacional, parece não perceber o fato da situação ser resultado de aventuras militares de membros desta aliança", disse Zakharova.

Soldados norte-americanos em centro da OTAN no Leste Europeu
Militares norte-americanos © AFP 2018 / Petras Malukas

Além disso, Zakharova afirmou que Moscou considera os exercícios militares Sea Breeze, envolvendo tropas dos Estados Unidos e da Ucrânia, uma tentativa de desestabilizar a situação no Mar Negro.

"Acreditamos que os exercícios são uma tentativa de provocar novas tensões. Neste caso, não apenas no sudeste da Ucrânia, mas no Mar Negro em geral", disse a diplomata.

Zakharova alertou que a responsabilidade por possíveis consequências negativas das manobras recai sobre os países que envolvem a Ucrânia em "jogos perigosos" e que não param de acusar a Rússia de supostamente ameaçar a estabilidade regional.

Os exercícios navais Sea Breeze começaram no dia 9 de julho na província ucraniana de Odessa e mobilizaram milhares de soldados de 19 países.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas