Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Ninho de cobras: terroristas matam uns aos outros na província síria de Idlib

Na província síria de Idlib continuam os confrontos entre combatentes de diferentes grupos terroristas.


Sputnik

Os membros do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) eliminaram dezenas de militantes do grupo Tahrir al-Sham, entre eles havia oriundos do Uzbequistão, Chechênia e um turco, relataram fontes na província à Sputnik Árabe.

Militantes de Daesh
Terroristas do Daesh © AP Photo / Karim Kadim

"Os terroristas do Daesh atacaram de repente as posições do grupo Tahrir al-Sham perto da cidade síria de Saraqib. Foram mortas 12 pessoas", segundo as fontes.

Mais um caso semelhante aconteceu na cidade de al-Dana, no norte da província de Idlib.

Em particular, os combatentes do Daesh atacaram um veículo com membros do grupo Jabhat Tahrir al-Suriya, ferindo os militantes do Uzbequistão e China que nele se encontravam.

Além disso, em uma fazenda no oeste da província foi encontrado o corpo de um militante com passaporte turco. Os locais também relataram um tiroteio na estrada entre Idlib e Ariha em que foram mortos e feridos membros do grupo Tahrir al-Sham da Chechênia.

Na província síria de Idlib se encontram grupos radicais muito diversos. Anteriormente, especialistas já opinaram que representantes de grupos tão diferentes não poderiam coexistir em paz no mesmo território.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas