Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Ninho de cobras: terroristas matam uns aos outros na província síria de Idlib

Na província síria de Idlib continuam os confrontos entre combatentes de diferentes grupos terroristas.


Sputnik

Os membros do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) eliminaram dezenas de militantes do grupo Tahrir al-Sham, entre eles havia oriundos do Uzbequistão, Chechênia e um turco, relataram fontes na província à Sputnik Árabe.

Militantes de Daesh
Terroristas do Daesh © AP Photo / Karim Kadim

"Os terroristas do Daesh atacaram de repente as posições do grupo Tahrir al-Sham perto da cidade síria de Saraqib. Foram mortas 12 pessoas", segundo as fontes.

Mais um caso semelhante aconteceu na cidade de al-Dana, no norte da província de Idlib.

Em particular, os combatentes do Daesh atacaram um veículo com membros do grupo Jabhat Tahrir al-Suriya, ferindo os militantes do Uzbequistão e China que nele se encontravam.

Além disso, em uma fazenda no oeste da província foi encontrado o corpo de um militante com passaporte turco. Os locais também relataram um tiroteio na estrada entre Idlib e Ariha em que foram mortos e feridos membros do grupo Tahrir al-Sham da Chechênia.

Na província síria de Idlib se encontram grupos radicais muito diversos. Anteriormente, especialistas já opinaram que representantes de grupos tão diferentes não poderiam coexistir em paz no mesmo território.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas